Mulheres com atitudes sempre terão o seu espaço

Ter atitude é o que nos marca para darmos início a algo novo, seja  em um projeto, uma mudança de vida ou até mesmo atos pequenos como uma repaginada  no visual. Ter essa atitude a deixa mais forte para encarar o mundo de todas as formas possíveis, pois sempre sabemos o que queremos.

O mais importante de tudo são os resultados que teremos depois, mesmo que não dê certo, sempre tiramos bons proveitos e fazemos desses momentos um aprendizado, para que assim no futuro não voltemos a errar de novo.

Mulheres que têm atitudes sempre são reconhecidas, muito bem posicionadas socialmente e jamais abaixam a cabeça. Suas falas têm tons de propriedade, e o olhar sempre visando lá na frente.

Uma mulher bem decidida jamais deixará de lado seus planos, pelo contrário, ela vai à luta e enfrenta o leão. Não o mata, mas sabe dominar, mantendo assim as rédeas do que programou.

E convenhamos que nosso radar é infalível para atribuirmos quem quer o nosso bem ou não, conseguimos detectar a quilômetros de distâncias, tornando-se mais fácil de se esquivar de algumas armadilhas.

Ter menos daquilo que almeja e planeja não é normal de uma mulher com atitudes, você sempre as verá ganhando seus espaços e vencendo no futuro.

Caso conheça mulheres que são assim, as valorizem e usem como exemplo, pois ninguém pode tirar aquilo que é seu, aquilo que você batalhou para ter frutos. Inspire-se nessas mulheres, sejam essas mulheres de atitude, pode ter certeza de que não haverá arrependimentos.

Créditos: O Segredo. https://osegredo.com.br/uma-mulher-de-atitude-e-uma-forca-da-natureza-ela-conquista-tudo-o-que-deseja/

Descubra como combater a insônia após os quarenta!

Alguma vez você já rolou na cama por horas e nada de o sono vir? Se sim, você não está sozinha. A insônia entre as mulheres maduras é mais comum do que imaginamos e ocorre por conta dos hormônios da menopausa, que desregula uma boa noite de sono.

Segundo um estudo realizado pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), apenas um terço das mulheres (em torno de 33%) podem ser qualificadas como boas dormidoras.

E na menopausa, isso torna-se ainda mais gritante, uma vez que uma pesquisa científica internacional, feita com mais de seis mil mulheres, apontou que 46,3% de quem tem menopausa apresenta má qualidade de sono ou insônia.

Esse dado é alarmante, porque uma noite mal dormida afeta completamente o dia de uma pessoa e a qualidade de vida, respingando no humor, na pele, na ansiedade, aumento do cansaço e entre outros fatores.

Entretanto, acostumar-se a isso não pode ser uma opção. Atualmente, há uma série de alternativas que auxiliam nos sintomas da menopausa, incluindo a insônia, e um deles é o Fator Múltiplo F-Strogen®, elemento presente no GinSoy, da Neopharm.

Totalmente natural e com selo da ANVISA, as cápsulas ajudam a driblar a insônia, fazendo que uma noite de sono tenha qualidade para quem o usufrui, além de reforçar em outros aspectos derivado dos hormônios na menopausa.

Entenda melhor e garanta já o seu: https://ginsoy.com.br/

Incontinência urinária em mulheres maduras: como lidar sem desconforto!

A maturidade traz uma série de benefícios para toda a mulher, como autoconhecimento e bem-estar. Entretanto, muitas vezes, ela gera também algumas questões de saúde, como a incontinência urinária (IU).

Caracterizada pela falta de controle da bexiga, gerando pequena perda de urina em atos como espirrar, ela é causada por fatores diversos, como efeito colateral de medicamentos, fraqueza de alguns músculos, gravidez e entre outros.

Apesar de atingir tanto homens quanto mulheres, ela é prevalecente no sexo feminino, e de acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia, atinge 35% das mulheres com mais de 40 anos, após a menopausa, e 40% das gestantes.

Isso ocorre porque, além da uretra, há duas falhas naturais na mulher no assoalho pélvico: o hiato vaginal e o hiato retal. Deixando assim, mais frágeis os músculos que contraem a região pélvica, impedindo o vazamento da urina. Outras causas são:

  • Comprometimento da musculatura dos esfíncteres ou do assoalho pélvico;
  • Gravidez e parto;
  • Doenças que comprimem a bexiga;
  • Obesidade;
  • Tosse crônica dos fumantes;
  • Quadros pulmonares obstrutivos que geram pressão abdominal;
  • Bexigas hiperativas que contraem independentemente da vontade do portador.

Entretanto, a incontinência urinária não deve ser um problema para a vida da mulher, há uma série de opções disponíveis para lidar com ela de forma tranquila e sem dor de cabeça.

Uma delas é a Tena, um absorvente que tem a absorção duas vezes mais do que um padrão, acompanhado de um toque suave, trazendo mais conforto e segurança para um dia tranquilo.

A opção gera muito mais conforto para o seu dia a dia e tranquilidade.

Entre em contato, e conheça melhor: https://www.tena.com.br/

Segredo para evitar o envelhecimento precoce

Ser uma mulher de quarenta tem grandes delícias, mas nesta fase é quando devemos ter um cuidado triplo com a nossa pele, para que ela não sofra com os avanços da idade e não tenha envelhecimento precoce.

E o mercado, obviamente, se aproveita dessa situação lançando uma série de produtos com promessa de milagrosos, mas que no final, acabam sendo até mesmo danosos para o organismo.

Então, fica a pergunta: como fugir disso? Uma ótima saída é por meio de alternativas diferenciadas, com base em elementos naturais, como é o caso do Juvibel.

O Juvibel é um produto 100% natural, composto por colágeno e vitamina C, elementos importantes para cuidar do corpo de dentro para fora, combatendo o envelhecimento precoce.

Benefícios que evitam o envelhecimento precoce

Por conta de sua fórmula, desenvolvida por meio de estudos comprovados no controle da saúde do corpo, é possível ter os seguintes resultados:

– Auxílio na hidratação da pele;

– Redução e prevenção dos sinais da idade, como rugas e linhas de expressões;

– Uniformização do tom da pele;

– Redução de celulites e estrias;

– Auxílio na redução da flacidez;

– Auxílio no fortalecimento de unhas e cabelos.

E para tomar é fácil, basta ingerir uma cápsula durante o dia e uma à noite.

Conheça melhor e garanta já o seu: https://ev.braip.com/ref?pv=prol1r3w&af=afi9me63

5 dicas para você ser feliz sozinha

Como aliviar o estresse? Alguns hábitos ajudam a acalmar a mente e ...

Ser feliz sozinha, de primeiro momento, pode parecer desafiador e trazer uma série de inseguranças. Mas é de grande importância aprendermos a conseguir ficarmos apenas com nós mesmas, nos conhecendo e nos enxergando de verdade.

E para te ajudar com essa missão, separamos cinco dicas especiais para você:

1 – Se conheça de verdade

Autoconhecimento é a principal palavra para conseguir ser feliz sozinha. Aprenda sobre quem você é, o que gosta e quais são as suas atividades preferidas. Muitas vezes nós nos anulamos por conta de um relacionamento, então essa é a melhor hora para se redescobrir.

2 – Apaixone-se por si mesma

Pare de tentar encontrar defeitos em si mesma. A sociedade vive impondo dezenas de coisas para nós, e esse é o momento de deixar tudo isso de lado e perceber a mulher incrível que é. Agrade a si mesma, faça as suas vontades.

3 – Perdoe-se

De nada adianta remoer constantemente os seus erros passados. Deixe tudo para trás, perdoe a si mesma e consiga enxergar o quanto você pode ser diferente. Essa é a hora de conseguir se melhorar!

4 – Mostre-se para o mundo

Ficar trancada em casa triste nunca pode ser a melhor ação a ser feita. Não fique para baixo e cabisbaixa, passeie e mostre toda a sua força interior por ai. Distribua sorrisos e converse com as pessoas que cruzaram o seu caminho mostrando quem é.

5 – Aproveite a sua companhia

Faça as coisas que você mais ama, e pratique as atividades que adora. Que tal um jantar especial para você mesma? Se curta! Ninguém merece mais agrado do que você própria.

Quando deixamos quem não nos quer mais, abrimos espaço para pessoas nos amarem

O período em que um relacionamento começa a desmoronar não é fácil para ninguém, por mais forte que a pessoa seja. E é aí, que começamos a tentar manter algo que já não faz tanto sentido, nos convencemos de que na verdade é só uma fase e que tudo ficará bem.

Insistimos dia após dia em atitudes para fazer a relação voltar ao que era, nos desgastamos, criamos esperanças que vão pelo ralo. A cada dia que achamos que tudo ficará normal, na verdade, só piora.

E agora, eu te pergunto, isso tudo vale a pena?

É claro que se temos algum problema em uma relação, o primeiro passo é tentar concertar de todas as formas. Entretanto, quando vemos que realmente não dá certo, o melhor a se fazer é deixar ir e cada um seguir o seu rumo.

Até porque, por mais que vocês vivessem tão bem antes, as pessoas mudam, e nisso, vocês podem não combinar mais, e tudo bem.

Você não merece migalhas de atenção e poucas palavras, quando na verdade tudo o que você gostaria seria carinho, amor e aconchego.

Quando perdemos tempo com alguém que já não está na mesma energia que a nossa, deixamos de conhecer quem seria a melhor pessoa. Nos fechamos para o mundo e abrimos mão de oportunidade para sermos felizes.

Abra mão, deixe ir o que já não lhe cabe, procure a felicidade de outra forma. Enxergue que a vida pode ser muito melhor a partir do momento que você realmente se valorizar e parar de aceitar pouca coisa.

A vida passa tão rápido para perdermos tempo com quem já não nos ama mais.

E se você achar que não é capaz, respire fundo e repense, porque a vida está aí para fazermos o nosso melhor dia após dia!

Maquiagem perfeita para as mulheres maduras!

A maquiagem acompanha a mulher em todas as fases de sua vida, mas quando a pele se torna madura surgem muitas dúvidas de como manter tudo perfeito mesmo quando não se tem mais a cútis dos 20 anos de idade.

Hoje trago para vocês algumas dicas valiosas que vão ajudar muito a alcançar a maquiagem dos sonhos.

O assunto hoje é pele de rainha!

Já falei várias vezes aqui sobre a preparação da pele e não é à toa. Quanto mais hidratada (e falo de dentro para fora), melhor. Então vamos começar no dia a dia bebendo muita água, lavando o rosto com sabonete próprio, tonificando e hidratando sempre. Protetor solar então, todos os dias, mesmo quando não tem sol.

Agora que vocês todas estão com suas peles bem cuidadas vamos para a melhor parte!

Na pele madura, o menos sempre é mais. É melhor usar uma base mais fina, fluída, pode até ser um pouco matte (fuja das bases super secas), e espalhar bem. Vá criando camadas finas e com pouco produto até chegar na cobertura que você acha ideal. 

Teste várias bases antes de comprar a sua e tenha em mente que quanto mais idade nós temos, mais a nossa pele se torna seca, então pense bem se uma base hidratante talvez seja o melhor para você!

A pele ao redor dos olhos tende a ficar mais fina e sensível e o corretivo pode craquelar ou ficar muito claro. Para evitar esse erro hidrate muito bem a região com produtos específicos para a área. Aplique o corretivo aos poucos, assim como você fez com a base, e dê batidinhas com os dedos para que o produto se misture a sua pele.

Evite sempre os produtos pastosos. Opte pelos líquidos que são mais fáceis de trabalhar e evitam o acúmulo na pele.

Muito cuidado com o pó. Eu sei que às vezes é difícil resistir a tentação, nós queremos garantir que nada saia do lugar, mas se você exagerar na dose, o produto vai se acumular nas regiões com mais linhas de expressão e te deixar com a aparência mais velha. Aplique o pó em pouca quantidade em áreas como abaixo dos olhos para selar o corretivo, nariz, testa e queixo que são as áreas mais propensas a ficar oleosas durante o dia.

Não indico muito o uso do iluminador que pode destacar as linhas de expressão. Se você realmente quer muito usar o produto do momento, eu diria que neste caso você deve então optar pela versão cremosa do produto que tenham partículas mais discretas e vai te deixar com aquele tão desejado glow.

Olhos Impactantes 

Nos olhos, prefira sempre as sombras de acabamento matte. Fuja sempre das cintilantes, pois vão fazer o mesmo efeito do iluminador e dar muita ênfase as linhas e pequenas rugas desta área.

Caso você seja uma fã de delineador, esqueça o gatinho. Faça apenas o desenho nas pálpebras e esfume no final. Isso vai garantir um visual mais jovem e não vai chamar atenção para as pálpebras que ficam um pouco caidinhas, e sempre termine o seu esfumado de modo a “subir” os olhos.

Capriche nas sobrancelhas. Aplique o produto apenas nas falhas e esfume bem. Não se preocupe em fazer aquelas sobrancelhas mega desenhadas, que já não estão mais na moda (o que manda agora é a naturalidade).

E os lábios? 

Aposte em batons hidratantes, lip balms e até mesmo nós lápis labiais!

Você se maquiou hoje? Conte pra mim se usou essas dicas e se elas te ajudaram!

Beijos e até a próxima,

Fernanda Libretti – Jornalista de formação e apaixonada por beleza. Formada em Maquiagem pela Escola Madre, além de ter feito cursos em outras instituições. Trabalha especialmente com Maquiagem Social e Noivas – at home. Colaborou com trabalhos em curta metragens, vídeos e comerciais para a web.

Me ajude! Não me julgue! Não me culpe! “EU NÃO SABIA”

“Eu não sabia” é a frase que mais escutamos das vítimas dos relacionamentos abusivos.

É importante entendermos que além da pouquíssima informação, da falta de comunicação aberta sobre este assunto, o relacionamento abusivo se aproveita da vergonha que a vítima sente por ser alvo desta violência, que nessa dinâmica faz com que ela acredite que só acontece porque ela não é boa o suficiente, ou seja, a culpa do abuso, recai sobre a vítima na relação entre vítima e abusador.

O tabu que ainda paira sobre a violência contra a mulher, o preconceito, o julgamento da sociedade, dos familiares também não ajudam. Está na hora de não mais julgarmos a vítima, sob hipótese alguma. De nos conscientizarmos de que um relacionamento abusivo realmente a adoece. Adoece emocionalmente, mentalmente e até fisicamente.

A co-dependência emocional e a destruição da auto-estima e da autoconfiança, aliadas à falta de suporte social e familiar deixa a vítima com um sentimento de “sem saída”. O medo de provocar uma reação ainda pior no abusador paralisa. A esperança de que se ela for melhor, se ela souber levar ele melhor, que ele seria perfeito novamente (como ele quer que ela acredite e os abusadores fazem isso com maestria) faz com que a vítima, infelizmente, muitas vezes perca a vida antes de perder esta falsa esperança.

A vítima não é louca nem burra. Ela está doente e precisa de ajuda, de suporte, de segurança e de informação.

Essa moça linda na foto, é a Jornalista Abi Blake, inteligente, bem sucedida, e ainda assim foi quase morta pelo marido, e só então pôde perceber que estava vivendo um relacionamento abusivo.

Para que você compreenda e talvez consiga julgar menos uma vítima que não se libertou ainda do abusador, você precisa saber quer os abusadores não são cruéis ou violentos 100% do tempo. Não. Eles normalmente são extremamente hábeis no bater e também no afagar. No início da relação, eles realmente parecem ser os melhores parceiros do planeta! E sabem como fazer com que a parceira se sinta a rainha da cocada, a princesa das arábias, a mulher mais sortuda do universo, e é aí, nesse endeusamento e nessa idealização um do outro que encontramos o fio da meada, o ponto de partida para uma ladeira a baixo. Porque a vítima se torna viciada e dependente desse lugar de mulher ideal, cada vez mais, e quanto mais ele destrói a autoestima e o amor próprio dela, mais ela precisa desesperadamente que ele jogue a ela migalhas que alimentem a fantasia da mulher perfeita e do casal perfeito que um dia ele fez com que ela acreditasse que eles eram, que haviam tirado a sorte grande, e que por fim, ela terá que passar a vida rastejando e agradecendo por ter ele, perfeito, ainda ao lado dela.

Gente, é muito triste!

E por mais que pareça absurdo cair neste “golpe”, neste conto do vigário, não, não é! Ninguém está livre, porque não são apenas mulheres assim ou assado, somente as fracas, as burras, não, ao contrário! Pode acontecer com qualquer uma, porque somos todas desavisadas, e não sabemos identificar, ou pelo menos não sabíamos nem identificar este padrão, nem nos previnir dessa arapuca.

Texto de Fabiana Guntovitch, psicanalista da alma feminina e especialista em relacionamentos❤

Quer conhecer a história da Abi Blake? CLIQUE AQUI

“Nudez de Alma”, a fotografia feminina

Eu gostaria que todas as mulheres pudessem ter essa experiência.

Minhas imagens mostram as emoções, os dramas interiores, e os personagens que habitam a alma da mulher.

Para o selfie do seu celular você está preparada, faz a pose padrão, usa o ângulo padrão, coloca um sorriso, edita, edita, edita. E publica. Esconde a dor.

Comigo, você simplesmente não pode. No início eu brinco, você sorri, relaxa, eu clico, clico, clico… Já sabendo que vou descartar. Ainda não é a alma.

É preciso despir camadas de ego e resistência até a alma aparecer. É preciso tempo e confiança. A alma vai surgir, eu continuo clicando e observando, sentindo o seu movimento, sua respiração, sua entrega.

É uma fração de segundo, o intervalo no qual a alma aparece. Brilha. Na hora em que isso acontece eu começo a fotografar de verdade. Você olha nos meus olhos e aí sim, sua alma me deu a permissão de enxergar a infinidade que você carrega.

Meu eterno respeito e gratidão pela confiança que em mim vocês depositam!


Patrícia Magalhães

 fotógrafa – Valentina Studio

Contato

Patrícia Magalhães | Valentina Studio
www.valentinaestudio.net
Instagram @valentina_studio @patriciamgs
e-mail: valentinaestudio.vendas@gmail.com
WhatsApp +5511 981059988

Menopausa: um tabu no empoderamento feminino

Somos mais de 20 milhões de mulheres no mercado formal de trabalho no Brasil e diante de inúmeros desafios, como a equidade salarial, cargos de liderança, e dupla jornada, ainda temos o desafio velado chamado Menopausa.

Assunto quase proibido entre as próprias mulheres, a menopausa pode sim trazer um grande impacto para o empoderamento feminino. Isso porque os efeitos do desbalanço hormonal no corpo da mulher impactam negativamente não só na disposição, memória ou sono mas, no ambiente de trabalho, tem uma grande parcela de culpa na diminuição da autoconfiança.

Tanto se fala sobre os vieses inconscientes e diversidades, e pouco se aborda sobre os comentários maldosos feitos à boca miúda entre os participantes de uma reunião, a um pedido da mulher madura para diminuir a temperatura do ar condicionado, ao suor aparente ou ainda às perdas repentinas de memória.

Me chama a atenção o fato de que a expectativa de vida das mulheres aumentou, de que elas conquistam cada vez mais independência e infelizmente ainda se vejam inseguras ao lidar com esse assunto, somando isso às dificuldades já enfrentadas no mercado de trabalho e na vida.

Como médica também me surpreendo de que poucas mulheres sabem que o climatério vai muito além das questões ginecológicas e deve ser tratado com um olhar holístico em todas as suas esferas. A idade da menopausa não mudou apesar de todas as evoluções dos anos e a mulher precisa aprender a lidar com o fato de viver, pelo menos, 1/3 de sua vida sem a produção fisiológica dos hormônios femininos, porém sabendo que tem a opção de contornar suas consequências.

No consultório ouço com muita frequência o quanto as mulheres acabam tentando esconder ao máximo o que estão sentindo para não parecerem velhas, vulneráveis ou improdutivas em seu ambiente de trabalho.

Num momento em que pesquisas indicam que companhias que possuem ao menos uma mulher em seu time de executivos são mais lucrativas , isso porque essas empresas tem 50% mais chances de aumentar a rentabilidade e 22% de crescer a média da margem ebitda, levanto a bandeira para que mais empresas e líderes incluam a questão do preconceito à mulher madura em suas pautas de igualdade.

Mas, mais que isso, quero trabalhar ainda para lembrar às mulheres de que elas têm na medicina uma aliada, através da avaliação e conduta médicas individualizadas, colaborando para que se mantenham produtivas, empoderadas e no auge de suas atividades sociais e profissionais, sem se renderem à mais uma cruel imposição velada da sociedade.

Dra. Daniela Miranda – Endocrinologista formada pela Universidade Federal do Pará, com residência médica e  doutorado pela Santa Casa de São Paulo e fundadora do Projeto 40+Linda, que promove de maneira pioneira, um olhar holístico à saúde da mulher acima dos 40 anos com a união de três especialidades médicas (endocrinologia, ginecologia e dermatologia), em atendimento conjunto e multidisciplinar.

Clínica Merit
Rua Mato Grosso, 306. Conj:1614- Higienópolis, São Paulo-SP.
Whatsapp (11) 9 9184-5481
Instagram: @40maislinda

Meu namorado é mais velho do que eu!

Quando falamos de relacionamento amoroso, sabemos que é algo muito particular de cada pessoa, que algumas podem enxergar de um jeito e outras de uma forma completamente oposta. É exatamente por isso, que há quem opte por homens mais novos, e quem já prefira sair com homens de cerca de 10, 20 anos a mais…

No segundo caso, muitas vezes fica o questionamento: a idade não atrapalha? Muitas pessoas envolvidas nesse tipo de relacionamento garantem que não, e que na verdade é um ponto positivo para o casal. 

É pensando nisso que hoje separamos 5 razões pelas quais muitas mulheres preferem homens bem mais velhos:

1 – Experiência

Se a experiência nos ajuda em todos os âmbitos da vida, o que dirá em relacionamento, não é mesmo? Um homem mais velho já teve oportunidades de errar e acertar, então depois de tantas experiências ele sabe o que fazer e como, o que dá certo ou não.

2 – Segurança emocional

Se muitos homens jovens se sentem inseguros e por isso ficam até mais enciumados, o homem mais velho se sente seguro de si por conta de suas experiências e deixa as bobagens, como ciúmes, para trás.

3 – Sabem se virar

Para quem não suporta um homem completamente dependente de você para fazer o que precisa, os homens mais velhos podem ser a melhor opção. Eles já aprenderam como se virar e por isso não serão dependentes de você.

4 – Entendem melhor sobre um relacionamento

Eles já aprenderam o que um relacionamento precisa e qual a melhor forma de lidar, então não precisará ensinar isso para eles. Entendem suas necessidades e o que fazer para dar certo.

5 – Decididos

Quanto mais envelhecemos, mais entendemos que não temos tempo a perder. E é por isso que os homens mais velhos costumam ser muito mais decididos. Se querem algo é para valer, e o mesmo quando não querem.

Descubra o seu propósito de vida

Muitas vezes nós vivemos sem um foco específico de acordo com o que realmente queremos, sem ao menos ter a certeza se o que fazemos é por vontade própria ou por influência de alguém que convivemos (como nossos pais e amigos). Para que isso não ocorra é essencial que conheçamos o nosso propósito de vida.

Mas o que é propósito de vida?

Propósito de vida é um tipo de afirmação mental que criamos referente a aquilo que realmente desejamos para a nossa jornada. Por meio dele, conseguimos entregar para o mundo os sentimentos e aptidões que melhor temos em nós mesmos.

É essencial que sigamos sempre aquilo que mais acreditamos ser adequado para nós, pelas palavras de Joseph Campbell, “Siga o que enche seu coração de alegria e o universo abrirá portas onde antes só existiam muros”, porque “O maior privilégio da vida é ser quem você é”.

Após definir o real propósito de vida, é importante que coloquemos em prática as seguintes ações para alcançá-lo: colocar energia no objetivo, disponibilizar o tempo necessário para ação e separar os recursos essenciais.

Ganho com o propósito de vida

Quando temos o propósito de vida bem definido, nós passamos a nos sentir parte de algo maior que nós, nos conectamos a outros seres humanos, ganhamos senso de pertencimento, somos impulsionados a explorar e dominar os nossos pontos fortes, ganhamos senso de integridade e alinhamento interno com os nossos valores.

Com isso, nós atingimos um estado que a Psicologia Positiva chama de “florescimento”: funcionamento positivo e saudável nas dimensões emocional, psicológica e social, e segundo as linhas espiritualistas há o alinhamento com o “dharma”, com a missão da alma, com o desenho de Deus e que nos coloca no caminho para a iluminação ou paraíso.

Só você tem o poder e responsabilidade de dar propósito a sua vida – e ele é o seu maior tesouro – algo que nunca vão poder tirar de você.

Genésio Lopes: Facilitador em constelação institucional, 59 anos, filho de imigrantes portugueses, autodidata, desenvolve atividades profissionais desde 1976 nas áreas da indústria, comércio e serviços, empresário (fundador e proprietário da Belfogões), Diretor do Incoi instituto de constelação integral, membro da Sociedade em Defesa Do Litoral Brasileiro, consultor do Lab Evoluir em sistemas de Meta modelos administrativos, apresentador do programa de TV Visão Sistêmica, fotógrafo, consultor metafísico para instituições, terapeuta alternativo em Reiki, consultor em Feng Shui, palestrante espiritualista, estudioso das filosofias orientais, estudioso em sistemas de alimentação, alem de consultor e incentivador na criação de várias instituições, é ativista sócio-ambiental, comunicador na rádio Mundial – programa Tal Pai Tal Filha e voluntário em Arautos do espiritismo;

Colaboração: Jéssica Mayara (@jessica.mjornalista): jornalista, atua com produção de conteúdo para redes sociais e blogs, e assessoria de comunicação!

Engravidar aos quarenta

img_como_engravidar_depois_dos_40_anos_15482_600Carmem, uma das nossas seguidoras aqui do Mulheres de Quarenta, me procurou para contar sobre a experiência que ela está vivendo aos 46 anos de idade. Inesperadamente, passados 20 anos do nascimento da sua primeira filha, ela descobriu que estava grávida. E é claro que eu quis saber um pouco mais sobre essa história pra poder contar para vocês. Vejam que bacana o depoimento dela.

Carmem, conte-nos como tudo aconteceu?

“Vanessa, sou casada há 27 anos. Eu e meu marido tivemos a nossa primeira filha quando eu estava com 25 anos. Por motivos de trabalho e da vida corrida que levamos, acabei adiando a outra gestação. O tempo passou e, com a chegada dos quarenta, já não tínhamos a menor pretensão.

Quando fiz 42 deixei de usar pílulas anticoncepcionais para não interferir na menopausa. O uso de preservativo foi nossa escolha como método contraceptivo. Do início do ano pra cá eu achava realmente que não estava mais no grupo que teria chance de engravidar. E foi então que inesperadamente engravidei!

Foi uma grande surpresa. A notícia que causou um grande impacto em todos nós. Minha filha, embora com 20 anos, também sentiu um pouco, afinal ela passou muito tempo sendo filha única. Hoje já está aceitando bem o fato de ter um irmãozinho. Meu marido também ficou anestesiado e radiante após o nosso primeiro ultrassom. Estamos emocionados e curtindo cada momento da gestação.”

Eu quis saber da Carmem como era estar grávida depois de tantos anos da sua primeira gestação?

“A diferença é total. Quando minha filha nasceu eu tinha apenas 25 anos. Não curti cada dia, cada momento da gravidez como hoje. Tudo, absolutamente tudo, é diferente! São novas sensações que se devem mesmo ao fato de sermos mais maduras e experientes. Na minha juventude foi tudo muito automático, até por ser a minha primeira experiência como mãe. Hoje dou valor a cada segundo da gestação.

Perguntei à Carmem se ela faria algo de diferente dessa vez.

“Estamos à espera de um menino, o Thiago. É surpreendente a renovação que ele representa em nossas vidas. Uma benção enorme. Com relação à minha primeira experiência como mãe, vou me dedicar mais, trabalhar menos e curtir meu filho intensamente. Vamos viver juntos cada momento.”

O que você diria para as Mulheres de Quarenta que desejam engravidar?

“Meu conselho para as Mulheres de Quarenta que desejam ter um filho é que é imprescindível estarmos com a saúde em dia, nos cercarmos de todos os cuidados para que o bebê e a mamãe estejam seguros. Sigam em frente e curtam e agradecem a Deus por essa benção.”

Gente, não foi demais! Adorei conhecer a Carmem e em breve queremos que ela nos apresente o Thiago! Nós, do Mulheres de Quarenta, desejamos muitas felicidades pra toda a família!

14528268_1245680955482865_1855042014_n

 

Add to cart
AN