Quando você se torna mãe do seu marido

Recentemente, recebemos por inbox uma mensagem de uma leitora do Mulheres de Quarenta, desabafando sobre geralmente ser a “mãe” de seus parceiros amorosos, situação recorrente cada vez mais nos relacionamentos. 

Mas como isso ocorre?

Para entender o contexto, é necessário reparar como nós mulheres fomos educadas. Desde crianças, fomos ensinadas a cuidar sempre, primeiro de nossas bonecas, depois de nossos familiares, então de nossos amigos… Fomos aprendendo no dia a dia sobre a importância de sermos mães e fazermos isso sempre de forma muito bem feita. Sendo assim, muitas mulheres acabam levando isso que aprendemos já de berço para as relações afetivas, e isso é normal.

Com muitos casais, é a mulher que cuida de tudo do homem, sempre pronta para ajudá-lo inclusive em questões que só caberiam a ele. É a mulher que prepara a comida dele diariamente, que o acorda, paga suas contas, arruma sua roupa, lava a sua louça e deixa tudo absolutamente lindo e organizado para que ele não se estresse e fique mais feliz.

Se identificou? Sim? Pois saiba agora que o que você está fazendo pode ser um grande veneno para si mesma.

O primeiro ponto, é que você provavelmente em algum momento se sentirá exausta e sem vontade de cuidar de si própria, por tanto tempo gasto cuidando do “filhão”, que na verdade deveria ser um companheiro para um cuidar do outro, e não só você se desdobrar pelos dois. É aí que a atração vai sumindo, o desejo diminuindo e a vontade de estar ao lado da pessoa minando cada vez mais.

O segundo ponto, é que em muitos casos o próprio homem passa a te olhar de outra forma. Aquela mulher incrível que ele conheceu e queria conquistar cada vez mais, virou alguém que só vive para ele e nem ao menos tem personalidade própria.

O resultado dos dois tópicos acima? Relacionamento em falência.

Portanto, reveja tudo o que você faz por ele. Eu sei que parece difícil simplesmente deixar esse tipo de comportamento de lado, porém, se você começar a analisar e deixar de fazer cada coisa, fica muito mais fácil. 

Não estou dizendo para deixar de cuidar do seu amado, e sim, para tornar o relacionamento muito mais leve para ambos. Somos seres individuais e com total capacidade de resolvermos nossos problemas da melhor forma.

Confira abaixo algumas dicas do que não fazer para começar a deixar de lado:

1 – Não refaça tarefas mal feitas por ele: Muitas vezes, quando nos tornamos mães dos nossos maridos/namorados, queremos tudo do nosso jeito, e se eles fazem algo que não gostamos, nós refazemos tudo. Pare com isso, essa atitude o desmotiva e faz com que ele perca a vontade de fazer esse tipo de tarefa e deixe para você.

2 – Não faça lembretes sobre o que ele precisa fazer: Deixe-o se virar um pouco, por mais que às vezes ele possa esquecer de algo, é errando que se aprende, não é mesmo?

3 – Não o poupe das tarefas de casa: Dividir tarefas é essencial para que nenhum dos dois fique sobrecarregado, não exija tanto de você.

4 – Não o controle o tempo todo: Controle e preocupação são diferentes. Ninguém é feliz com alguém pegando no pé.

5 – Não faça tudo para ele: É essencial que ele tenha capacidade de fazer tarefas básicas do dia a dia, para até mesmo amadurecer como pessoa.

Lembre-se, se ficar com dificuldades, procurar um profissional como um psicólogo ou psicanalista é sempre válido. Fique atenta ao que você sente!

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Jéssica Mayara

0 Comentário

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.