Dicas para manter a alimentação saudável durante o isolamento social!

Estar em isolamento social não é fácil, e a vontade de comer muita besteira pode ser forte. Entretanto, é importante que saibamos manter uma alimentação da maneira mais regrada possível, e continuemos mantendo o nosso corpo em movimento, mesmo dentro de casa.

E para tornar essa missão mais leve, separamos algumas dicas para você. Confira:

1 – Tenha uma rotina

Ter uma rotina é uma ótima forma de tranquilizar a mente e manter a ansiedade distante. Além do mais, faz você sentir-se muito mais segura e calma.

2 – Teste novas opções alimentares

Repetir os mesmos quitutes constantemente pode fazer com que você se enjoe fácil de comidas saudáveis. Portanto, pesquisar receitas diferenciadas pode ser uma ótima forma de manter-se regrada. Inove em sabores, texturas e temperos. Que tal apostar mais em sucos naturais? Vale deixar a criatividade voar!

3 – Planeje o cardápio da semana

Já ter em mente planejado o que irá comer torna a escolha muito mais tranquila. Isso porque, na hora que bate a fome, dificilmente conseguimos fazer escolhas sábias. Portanto, já deixe toda a alimentação o mais pronta possível.

4 – Inove nos treinos

Fazer aquele mesmo treino diariamente pode ser uma tarefa tediosa, por isso, pensar em opções inovadoras pode te ajudar bastante na hora da escolha. Há uma série de treinos on-line que podem tornar esse momento mais interessante.

5 – Aproveite cada refeição

No dia a dia, muitas vezes acabamos nem aproveitando cada refeição da maneira devida. Mas agora, fazer o momento de alimentação como algo especial é ótimo para ter uma rotina alimentar mais consciente e saudável.

Por: Jéssica Mayara (@jessica.mjornalista) – jornalista, redatora, revisora e gestora de redes sociais. 

Descubra quais são as tendências de acessórios para 2020!

O ano de 2020 já começou com tudo, então, é hora de se atentar as novas tendências de moda para ficarmos em dia, inclusive quando o assunto é acessório de beleza.

Pensando nisso, nós separamos cinco tipos de bijuterias/joias/semijoias que estão em alta para você renovar os seus pertences. Confira!

1 – Maximalismo

Você já viu o Mulheres de Quarenta falando dele por aqui, e é porque esse tipo de moda está cada vez mais em alta. O maximalismo é você usar acessórios grandes. Além de ficar charmoso, ele gera um ar poderoso e elegante para a mulher!

2 – Chokers e correntaria

As maravilhosas chokers, aqueles lindos colares curtinhos e colados no pescoço, continuam sendo uma grande moda. Entretanto, a onda da vez é em formato de corrente.

3 – Piercing Fake

Essa opção linda e prática, agora conta com versões para lá de luxuosas e que vêm com tudo nesse 2020!

4 – Colares gravatinha

Sabe aqueles colares que têm como se fosse um nó? Colar gravatinha! Lindos, essa super tendência está cada vez mais em alta!

5 – Brincos de pérola

Se você é daqueles que acha que clássico é sinônimo de ultrapassado, saiba que você está muito enganado. Os brincos de pérola, por exemplo, mesmo com o passar dos anos são cada vez mais adorados.

O que achou dos modelos? Incríveis, não é? Você pode encontrar todos na Estela Geromini: https://www.estelageromini.com.br/

Planejamento para começo de ano!

Eu sempre acreditei que enquanto não estivesse tudo perfeito eu não poderia começar, em alguns momentos achava que eu procrastinava e em outros que no fundo faltava coragem. Depois de muito autoconhecimento, alguns processos de coach, eu percebi que meus projetos e objetivos eram muito grandes e era por isso que eu não conseguia começar nunca.

Quando aprendi que um abacaxi não se come inteiro e sim por partes, comecei a viabilizar todos os meus projetos.

Não podemos esperar todos os faróis abrirem para pegar a estrada, o ideal é ir caminhando enquanto eles vão se acendendo.

Aproveite que o ano está no começo e coloque no papel, o que a gente escreve tem uma força incrível. Trace o seu objetivo, como você gostaria de estar no final de 2020 e depois planeje como vai chegar lá.

Esse processo tem que ser feito com calma, com muita reflexão, deixando o subconsciente contar para você.

Várias vezes eu escrevi e não deu certo, mas depois percebi que escrevia coisas que não dependiam só de mim e as vezes pouco específicas. Na hora que decidir escrever o seu alvo, detalhe-o, escreva exatamente como quer, onde quer estar, com quem, que dia… Isso vai fazer você explicar melhor para o seu cérebro, a comunicação com ele precisa ser bem exata!

Depois que você conseguir entender onde quer chegar e como, vai ser mais fácil de estabelecer a sua Marca Pessoal, a sua imagem, deixando a sua mensagem por onde passar!

Bom começo de ano para nós, e não espere o carnaval para ir em frente. Se você não fizer algo diferente, nada vai mudar!

Por: Gisele Gaspar, comunicóloga, Master Practitioner em PNL, com formação na SBPNL e Consultora De Imagem. Atuou por 22 anos na área de relacionamento ao cliente.
Por uma vontade de ajudar as pessoas a serem sua melhor versão, e deixar isso visível para que sejam lembradas em todas as áreas da vida e ficarem mais perto dos seus sonhos, se especializou em gestão de marca pessoal, baseada em uma metodologia criada por ela própria que tem como o Pilar mais forte os 3vs da comunicação!

Dicas para escolher a cor para o Réveillon

Já sabe que cor vai passar no Réveillon? Amarelo, vermelho, azul, branco, verde, rosa… Sabe o que as cores significam? Eu acredito que a cor passe um pouco de energia, mas de verdade, está muito mais dentro da nossa cabeça do que na cor em si.

É claro que o vermelho estimula e é muito sensual, o amarelo tem muita energia assim como o sol, o azul acalma, o branco passa paz e tranquilidade, e o rosa é sempre muito feminino. Mas escolha a cor que mais tem sentido para você.

Eu particularmente sou muito fã de branco, sempre uso quando quero atrair coisas boas e me sentir bem, mas isso funciona para mim. Você deve descobrir qual a cor que realmente te passa alguma mensagem e se jogar nela.

Para quem vai passar na praia e não vai a nenhuma festa, não deixe de escolher uma produção bacana só por não ter um super evento ou estar só com a família. Lembre-se, nós nos vestimos para sentirmos que estamos bem e nos fazermos bem, nunca se vista só porque alguém vai te ver. O ato de pararmos para cuidar um pouco da gente, já melhora a autoestima e nosso astral.

Essa roupa pode estar dentro do seu próprio armário, olhe com carinho e de repente você não precisa comprar nada, só algo que realmente tenha vontade ou esteja precisando.

Bom meninas, desejo a todas vocês boas festas, parando para pensar no que quer levar para o outro ano e o que não vale mais a pena. Faça esse balanço da sua vida, você vai perceber como o ano começa com um frescor e algumas copiosas resolvidas.

Beijosss e obrigada por este ano. Gosto muito de estar presente neste blog a convite da Vanessa para falar com todas vocês!

Por: Gisele Gaspar, comunicóloga, Master Practitioner em PNL, com formação na SBPNL e Consultora De Imagem. Atuou por 22 anos na área de relacionamento ao cliente.
Por uma vontade de ajudar as pessoas a serem sua melhor versão, e deixar isso visível para que sejam lembradas em todas as áreas da vida e ficarem mais perto dos seus sonhos, se especializou em gestão de marca pessoal, baseada em uma metodologia criada por ela própria que tem como o Pilar mais forte os 3vs da comunicação!

Não brigue com o seu cisto de ovário

Sempre escuto no consultório, de pacientes que ainda não passaram em consulta comigo, queixas como: “tenho cistos nos ovários”, “tenho ovários policísticos”, “tomo pílula por causa do cisto”. Pois bem, meninas, saibam uma coisa: ter cisto no ovário faz parte da vida da mulher! Portanto, não sofram! E vou explicar o porquê.

Antes de tudo, vamos entender um pouco melhor os ovários.

Eles são órgãos fundamentais para o dia a dia de uma mulher, responsáveis por produzir hormônios que vão nortear suas funções femininas e guardar os ovinhos – os óvulos – para engravidar. A mulher já nasce com a quantidade de óvulos definida para a vida toda, e na puberdade conta com um número entre 300 e 500 mil deles.

A cada mês o organismo escolhe um desses óvulos para crescer e sair do ovário, na tentativa de encontrar o espermatozoide e gerar uma nova vida. Esse processo leva um ciclo todo e, se não der certo, a mulher menstrua.

A história é linda, mas quando você vai fazer um ultrassom, um pesadelo pode surgir.

Isso porque esse óvulo, que cresce, é um cisto na imagem que aparece na nossa tela. Para a gente, que faz o exame, parece uma bolinha com água dentro. Um cisto simples! Completamente benigno e que vai desaparecer em alguns dias. Só que algo tão inocente acaba virando um pesadelo quando vocês não são corretamente informadas, correm para a internet para descobrir o significado do resultado e pronto, passam a acreditar que têm cistos no ovários, ovários policísticos, enfim.

O susto é ainda maior quando uma paciente jovem vai fazer esse exame e, exatamente por ser jovem, tem muitos ovinhos nos ovários. Consequentemente, muitos cistos, pequenos, também benignos – o tal do ovário (micro) policístico. E ainda bem que eles estão lá, porque eles vão te ajudar a engravidar (caso seja a sua vontade, claro).

Mas por que então tanto tabu e medo quando se fala nisso?

Porque existe a SOP – Síndrome dos Ovários Policísticos. Importante frisar aqui que ter ovários policísticos é bem diferente de ter a Síndrome dos Ovários Policísticos.

Essa síndrome é uma alteração hormonal caracterizada pelo excesso de hormônios androgênicos (masculinos – por isso algumas pacientes apresentam excesso de pelos); pelos distúrbios menstruais (menstruação com intervalos maiores) e o aspecto policístico dos ovários no ultrassom.

A SOP traz consequências para o corpo e para a saúde da mulher, como obesidade, alterações nos índices de colesterol, pressão alta e maior propensão ao diabetes. Ainda assim, o problema desta síndrome não são os cistos em si, e sim um desequilíbrio hormonal. A SOP também atrapalha a fertilidade porque não permite a ovulação mensal como deveria acontecer.

Claro que vez ou outra pode aparecer um cisto com características benignas, porém muito grande, que dificilmente desaparecerá sozinho. Também aparecerá aqueles com características malignas, mas este diagnóstico, acredite, não será definido a partir de um exame de imagem. O que fazer a partir de um suspeita em relação a um cisto, a conduta tomada, será indicada por um especialista, já que cada cisto pede uma abordagem diferente.

Por fim, há ainda a chance de, em um ultrassom dos ovários, aparecer um nódulo. Esse nódulo pode também ser definido como um “carocinho” e possui características bem diferentes do cisto. No entanto, assim como os cistos, pode igualmente ser benigno ou maligno. Por fim, vale aqui também o conselho de não se desesperar com esse resultado. Espere e converse com o seu ou sua ginecologista, que te ajudará a entendê-lo.

Por: Rodrigo Ferrarese – Médico, especializado em uroginecologia, em endoscopia ginecológica (https://www.instagram.com/dr.rodrigoferrarese/)

Mães são todas iguais!

A gente briga, fica de mal. Eu sou daquelas mães que surtam de vez em quando. Dou uns gritos, mando recolher os sapatos que estão jogados na sala, arrumar os quartos, recolher a toalha molhada e claro, estudar e fazer a lição. Também ensino a ter responsabilidade e mostro a elas que a vida um dia apresenta as contas daquilo que você diz, que você faz ou deixa de fazer.

Reconheço os erros e ensino o melhor caminho a seguir apesar de saber que as escolhas serão sempre delas. E claro que elas também apontam minhas falhas e por mais doloridas que sejam, como mãe, sempre estou tentando acertar. Com elas eu aprendo todos os dias. Sim, os filhos têm muito a nos ensinar.

E depois de uma briguinha sempre tem a reconciliação. Afinal os conflitos servem para o nosso aprendizado e evolução.

E depois de um abraço, e até das lágrimas que muitas vezes derramamos, sentimos que juntas somos muito mais fortes e que o amor é capaz de superar tudo. E eu me sinto completa e realizada, com a certeza de que o melhor de mim, certamente vive nelas, assim como em mim, também estará sempre viva minha mamãe.

No fim a gente vê que tudo valeu muito a pena. Agradeço a minha missão. Ser mãe dessas duas princesas é uma dádiva divina. Presentes maravilhosos que Deus me deu. Tenho uma imensa gratidão! ❤

Fotos by @valentina_studio
Make by @stellamakeup.pro

Mais momentos com a família, menos tempo na cozinha!

O Natal já é na próxima semana, e como esse ano passou rápido, não é mesmo? Essa data, que tem como um dos seus principais intuitos gerar a união entre os familiares, conta com tantos preparativos que nem sempre conseguimos aproveitá-la ao máximo.

Foto: Lorenzi Gastronomia

Dentre as diversas tarefas que temos para fazer com que essa comemoração seja especial, uma das principais é preparar a ceia, mas que cá entre nós, demanda muito tempo.

Foto: Lorenzi Gastronomia

Enquanto estamos cuidando dos últimos detalhes, acabamos perdendo um tempo precioso em que poderíamos na verdade estar aproveitando com os nossos familiares.

Foto: Lorenzi Gastronomia

É exatamente por isso que encomendar a ceia passa a ser uma opção cada vez mais vantajosa. Além de não ter o trabalho de preparar os alimentos, você ainda terá mais tempo e sossego para aproveitar essa festividade com seus familiares e amigos.

Foto: Lorenzi Gastronomia

Em São Paulo, uma das principais marcas que oferecem esse tipo de serviço é a Lorenzi Gastronomia. Além de disponibilizar pratos incríveis para você não precisar cozinhar no dia a dia, ela ainda está com um cardápio natalino para lá de especial. Confira:

Mas corra, porque para garantir a sua ceia você tem apenas até amanhã, dia 16 de dezembro, para encomendar. Saiba mais: https://lorenzigastronomia.com.br/

(11) 2638-7562/ (11) 97796-5961

Descubra o quanto a vitamina D influencia na sua vida!

O calor já chegou ao Brasil, e junto dele, é chegado o momento de renovarmos os nossos níveis de Vitamina D. Essencial para o nosso corpo, ela é 80% produzida por nós mesmas com auxílio do sol.

Ela pode ser classificada em cinco formas diferentes:

  • 1° – Vitamina D ou calciferol  se refere a sua fórmula química, e é genericamente atribuído a vitamina D2 e a vitamina D3;
  • 2° – Vitamina D2 ou ergocalciferol – vitamina D de origem vegetal, e um dos tipos de suplementos encontrados;
  • 3° – Vitamina D3 ou colecalciferol – essa é a vitamina D de origem animal, e o outro tipo de vitamina D encontrado na forma de suplemento. Segundo pesquisas recentes, a vitamina D3 é melhor aproveitada pelo organismo em comparação a vitamina D2 (Ergocalciferol);
  • 4° – Calcidiol – representada pela nomenclatura química 25-hidroxivitamina D ou 25-(OH)D. Esse nome é dado para a vitamina D presente nos organismos depois de ser absorvida pelo fígado e disponibilizada na corrente sanguínea. O que significa que esse será o nome que você irá encontrar em pedidos de exames;
  • 5° – Calcitriol – representada pela nomenclatura química 1,25-dii-hidroxivitamina D ou 1,25 (OH)2D. Esse é nome de quando a vitamina D já está apta a promover os benefícios ao organismo.

Os seus benefícios são diversos, agindo positivamente em múltiplos pontos do organismo:

  • Melhora da composição corporal;
  • Prevenção de doenças ósseas como a osteoartrite, osteomalácia, osteopenia e raquitismo;
  • Prevenção da perda de massa muscular;
  • Adequada manutenção da estrutura cardíaca;
  • Diminuição de quadros inflamatórios no organismo; 
  • Menores chances de autismo;
  • Tratamento da esclerose múltipla;
  • Função imunológica.

Por mais que muitas vezes, justamente pelo forte sol do verão, nós acabemos absorvendo menos quantidade de vitamina D, é essencial que tenhamos ao menos 15 minutos diários de exposição solar.

Mas claro, isso deve ser feito com cuidado, expondo-se ao sol apenas até às 10h, no período diurno, ou após as 16h.

Alimentação

Outra forma muito interessante de garantir vitamina D é por meio da alimentação:

  • Peixes gordurosos de águas profundas e geladas (salmão, cavala, sardinha, óleo de fígado de bacalhau);
  • Alimentos de origem vegetal como leveduras, fungos e cogumelos (Shiitake);
  • Ovos;
  • Leite e derivados.

Suplementação

Além do mais, você pode garantir que o seu nível de vitamina D esteja sempre em dia, principalmente por meio da devida suplementação.

Dessa forma, você poderá se expor ao sol sem tanta frequência com garantia de que estará saudável.

Saiba mais: https://blog.vhita.com.br/preco-da-vitamina-d/

Por: Jéssica Mayara (@jessica.mjornalista) – jornalista, redatora de conteúdo para site e redes socias.

Maquiagem para as festas de final de ano

Mais um ano segue para a reta final, e com a aproximação das festas, a maquiagem pode ser um pouco mais caprichada. Sempre surgem muitas dúvidas que envolvem desde a combinação entre a cor da beleza e da roupa, até o local das comemorações.

Se você assim como eu, já está pensando na produção das festas, vem ver as dicas que trouxe hoje.

Hora de brilhar

Para as mais ousadas que adoram brilho e cor, a hora é agora. Apesar de clichê, os tons de dourado e vermelho combinam muito bem com a época e também entre si. Um ótimo exemplo, é usar a sombra dourada (caprichem no esfumado) ou um delineado gatinho dourado com os lábios em tons de vermelho.

Glitter? Liberado. Sombra colorida também! Tons de azul e verde garantem um look ousado e chique, principalmente se combinados com um batom nude.

Sol e Calor

Nesta época do ano, as temperaturas estão mais altas neste lado do hemisfério, e a preparação da pele para quem vai comemorar nas cidades tem que ser um pouco mais elaborada. Procure um bom primer e não se esqueça de limpar e hidratar bem a pele, incluindo as oleosas (procure um produto de qualidade e adequado ao seu tipo de pele).

Para quem estará na praia a minha dica é, quanto menos melhor. Uma pele bem cuidada garante que o menos é mais na hora de preparar a pele. Aqui também é possível usar os tons brilhantes, experimente as sombras metálicas ou com brilho discreto arrematando o look com um batom cremoso ou gloss que combinam muito bem com a atmosfera litorânea.

Roupa e Maquiagem

Não é preciso combinar sempre a roupa com a maquiagem. Claro que determinadas ocasiões exigem bom senso. Se você está no litoral e vai usar uma roupa leve para entrar no novo ano, então não é legal usar um super esfumado com pele matte.

Se você é nova e tem medo de errar não se preocupe, a minha dica é tente usar tons próximos à roupa que você vai vestir para a ocasião… Não precisa ser igual para não ficar exagerado, e assim você evita os erros.

Se o clássico branco fizer parte do seu look durante o réveillon, os esfumados marrom, dourado e bronze vão cair como uma luva na sua produção.

Me digam o que vocês estão preparando para este finalzinho ano. Contagem regressiva para as festas e até a próxima!

Fernanda Libretti – Jornalista de formação e apaixonada por beleza. Formada em Maquiagem pela Escola Madre, além de ter feito cursos em outras instituições. Trabalha especialmente com Maquiagem Social e Noivas – at home. Colaborou com trabalhos em curta metragens, vídeos e comerciais para a web.

Precisamos falar sobre gordofobia!

Em uma sociedade cheia de preconceitos, como a nossa, um deles é a gordofobia: quando pessoas ditas como “gordas” são tratadas preconceituosamente. Um dos grandes intensificadores desse ato, é que ele é normatizado por todos.

Enquanto alguns outros tipos de injúria e violência são considerados crimes, a gordofobia é tratada com risadas e sem grande importância. Muitas vezes, ela é até velada como forma de preocupação pela saúde da pessoa em questão, com comentários como: “Nossa, você ficaria tão mais saudável se emagrecesse” e “você está alguns quilinhos acima, cuidado com a saúde”.

Alexandra Gurgel realiza um movimento em prol da quebra de padrões

É claro que quando você está obeso, por exemplo, há riscos na saúde que você precisa estar atenta. Porém, a questão não é essa. O grande foco é que temos um padrão de peso em nossa sociedade, que tenta impor constantemente para todas as pessoas. Sendo assim, muitos não conseguem te ver como uma mulher bonita se estiver um pouco acima do exigido pelas pessoas.

Cantora Adele

Precisamos parar de achar normal uma “piadinha” com alguém sem o peso exigido como ideal. Temos que entender que cada pessoa tem a sua beleza a seu modo.

O padrão do corpo feminino já mudou bastante em todos esses anos, e se hoje dizem que lindo é ser magérrima, anteriormente, diversos outros pesos já foram apontados como os ideais de beleza.

Cantora Maiara, da dupla Maiara e Maraisa

Se alguém praticar gordofobia com você, lembre-se de quem você é e qual a SUA opinião sobre seu corpo. Está feliz com o peso atual? Se sente linda? Está saudável? Então é isso o que importa.

Cleo Pires, com 37 anos, desabafou recentemente sobre o excesso de julgamento por ela ter engordado

O número que está na balança só interessa a você, e ninguém tem nada a ver com isso.

Agora, se você percebe que tem um preconceito com pessoas ditas como mais gordas, coloque a mão na consciência. Pare e veja o que você tem feito. Por que você tem essas crenças? Por que você ofende os outros? Não é legal fazer piada com o peso alheio. Comece a trabalhar para tirar esse preconceito enraizado em você.

Nós mulheres precisamos nos apoiar. Vamos juntas tornar o mundo um lugar melhor!

Por: Jéssica Mayara (@jessica.mjornalista) – jornalista, atua com produção de conteúdo para sites e redes sociais.

Cuide-se, Conheça-se, Aceite-se!

Olá meninas,

Há algum tempo eu comentei sobre o tema seguinte, mas agora, com alguns anos a mais de experiência,  edito alguns trechos para trazer um recado muito sério. 

Um dia, atendi uma paciente cuja história me deixou muito triste. Não foi a primeira, e infelizmente não será a última vez, mas cada dia que passa sinto a necessidade de dizer algo a vocês – e de que vocês compreendam o significado deste texto.

Essa paciente ouviu de seu parceiro uma crítica sobre seu corpo há aproximados 10 anos. DEZ ANOS! Foi algo baixo, sujo, que mexeu com sua autoimagem. Após,  não quis mais o marido e se divorciou, porém  acreditou nele e carregou aquela frase como uma verdade. Criou um mundo em que se martirizava e se culpava por ter aquele problema sobre o qual o ex lhe contou. Nunca mais teve outro parceiro. 

Depois de tanto tempo, teve coragem de pedir ajuda e conversar com um médico para lhe operar e retirar de vez aquele mal. Procurou-me já questionando sobre o valor da cirurgia para resolvê-lo (não havia nenhuma outra queixa). Teve vergonha em deixar que eu a examinasse e qual foi minha surpresa quando constatei que seu corpo estava normal! 

Ela contestou. Não acreditou no que eu lhe dissera. Já tinha condensado tanto aquele defeito em sua mente, que não me ouviu ao dizer que nada havia de diferente ali. Pedi que me mostrasse onde estava o que a incomodava, que me apontasse com o dedo. Ela não conseguia identificar o local do problema, mas estava certa de tê-lo, porque o ex-marido lhe contara. 

Peguei alguns minutos e pedi para que me contasse como foi o ocorrido e percebemos que o marido utilizou-se de uma mentira para chantageá-la. Fato: ela não tinha nada. Foram anos de escravidão em uma chantagem emocional. 

Chorou de alegria quando entendeu que sempre estivera completamente sã. Rindo, comentou que até já tinha pedido dinheiro para os filhos para ser operada.

Não, não contarei qual o problema dela, mas exemplifico:

Mulheres, não deixem que o parceiro te pressionem a ter relação sexual (de qualquer tipo). E quando o sexo for espontâneo, usem camisinha. Eles usam o amor como argumento para uma eventual não proteção, mas lembrem-se que quem ama, cuida.

Não deixem de usar aquela roupa, adorno, maquiagem, penteado ou sapatos por objeção dele.

Não deixem que falem mal do seu corpo, do seu peso, da sua altura. Não deixem que lhes agridam com frases sobre qualquer parte dele: culote, bunda, peito ou cabelos. 

Cada mulher tem uma vagina diferente. A sua vagina. Pode ser rosa, castanha, escura, peluda, desproporcional, enrugada, fechada, larga… Só você tem o direito de não gostar dela. E se isso acontecer, procure ajuda. 

Não se deixem intimidar quando questionam sobre quando virá namoro, casamento, filho.

Sei que mulher é feita de emoção e, por isso, não adianta falar para vocês usarem a razão.  Assim, peço que usem o amor – o amor próprio!

Aceitem apenas críticas construtivas e elogios. Comentários desnecessários atrapalham anos da sua vida, joguem-nos fora. Peguem os comentários feitos sobre vocês e passem por um filtro para entender o quão verdadeiro é aquilo. Se ainda assim, achar que o problema mesmo em você,  ouça uma segunda opinião. Não se prendam a valores que não são seus. 

Aceite o que você quer e queira o que é o melhor para você!

Por: Rodrigo Ferrarese – Médico, especializado em uroginecologia, em endoscopia ginecológica (https://www.instagram.com/dr.rodrigoferrarese/)

Conheça a história do Mulheres de Quarenta, com Vanessa Palazzi

Entre textos e vídeos nas redes sociais, nem sempre conhecemos de perto a pessoa por trás das telinhas de computador. É por isso que hoje, vocês podem conferir uma entrevista sincera, em formato de ping-pong, com a Vanessa Palazzi, em que ela aborda sobre sua carreira, a trajetória do Mulheres de Quarenta, e demais curiosidades. Confira!

1. Fale um pouco de você! Uma breve apresentação com nome, idade, profissão e como se tornou uma Influenciadora Digital.

Sou a Vanessa Palazzi, jornalista, advogada, assessora parlamentar e influenciadora digital do Mulheres de Quarenta, uma rede com mais de 650 mil seguidoras. Há 8 anos criei o site do MQ para falar sobre moda. Eu sempre gostei desse tema, mas nunca tive domínio total do assunto como uma consultora de imagem tem. Quando comecei a escrever sobre as minhas próprias experiências de vida, percebi que as pessoas se identificavam muito com isso. Eu havia acabado de me divorciar e dividia com as minhas leitoras as minhas dores e também a minha superação. Hoje influencio mulheres mostrando a elas o meu estilo de vida e como eu lido com as adversidades.

2. Quais são as suas referências (de tudo, moda, lifestyle, influenciadores etc.)?

Eu sigo algumas grifes de moda, algumas influenciadoras, mas gosto mesmo de seguir pessoas comuns, minhas amigas e amigos. São das pessoas nomais, assim como eu, que vem a minha inspiração.

3. O que mudou na sua vida desde que se tornou uma Influenciadora?

A minha responsabilidade diante das pessoas. Quando você se torna uma influenciadora você tem que saber que está falando com milhares de pessoas que não te conhecem pessoalmente, mas que têm você como referência. E essa responsabilidade é muito grande. Eu acredito que tenho uma missão nesse sentido. E procuro fazer da melhor forma, sempre pensando no próximo e respeitando as pessoas em suas particularidades.

4. Quais são os prós e contras dessa profissão?

Os prós da profissão são a fama, o reconhecimento do seu trabalho, os elogios e incentivos que você recebe diariamente. Os contras são aprender a lidar com as críticas, aceitar as diferentes opiniões  e nunca se julgar dona da verdade. Eu encaro tudo isso como aprendizado. E isso me torna melhor e me faz evoluir.

5. Como é a sua relação com seus seguidores – fãs e haters?

Minha relação com as seguidoras é a melhor possível. Elas ficam minhas amigas sem me conhecer. Me admiram, me elogiam, gostam de conversar comigo. Eu respondo a todas elas. Para muitas acabo dando meu telefone pessoal e trocamos mensagens. A relação é sempre muito sincera. Eu sou o que sou. Sempre respondo a todas com carinho e principalmente com educação. E elas me devolvem da mesma forma. Não tenho haters. Uma ou outra seguidora já foi indelicada sem motivação, mas eu soube conduzir bem. Só pra ilustrar, um dia desses recebi uma crítica severa com relação aos conteúdos que eu postava no Facebook. Fiquei super brava quando a recebi e respondi rispidamente. Só que depois de refletir um pouco eu vi que a moça tinha razão naquilo que ela havia colocado. Imediatamente eu me desculpei com ela e, mais do que isso, mudei as minhas postagens e isso fez com que eu passasse a receber mais curtidas na minha página.

6. Como é a relação com as marcas/empresas para realizar os trabalhos?

A relação com os meus parceiros e clientes é sempre muito boa porque eu falo sempre a verdade. Como profissional da comunicação que sou, recomendo a eles aquilo que eu acredito que seja o melhor para a marca, mas sempre escuto e me atento ao outro lado. E também procuro fazer o que eu posso da melhor maneira possível. Eu me empenho para atender as expectativas e falar das marcas com as quais eu trabalho de uma forma que gere confiança para quem está me ouvindo. E também considero importantíssimo usar e experimentar os produtos dos quais estou falando porque aí tenho mais propriedade para divulgar as qualidades dos mesmos.

7. Como você analisa o mercado atualmente?

O mercado tem muita concorrência, mas isso nunca me importou. Aliás, pelo contrário. Eu acredito que no mundo digital ou em qualquer outro negócio, destaca-se quem tem algo diferenciado a oferecer. E com relação ao trabalho dos influenciadores digitais, considero um veículo fundamental para que as marcas possam divulgar seus nomes e produtos direcionados para os públicos que querem atingir. Hoje em dia não tem mais como retroceder nesse sentido.

8. Qual a sua expectativa para esse mercado?

Minha expectativa é a de que cresça cada vez mais. Como falei anteriormente não há mais como retroceder nesse sentido.

9. Como você analisa a influência que tem sob seus seguidores? Porque você acha que isso acontece?

Com muita positividade. Como eu uso e experimento tudo o que falo, divulgo com mais facilidade os produtos e serviços e isso gera credibilidade. Se as pessoas não acreditam naquilo que você fala, você não dá o retorno esperado para o seu cliente.

10. O que você diria pra quem está iniciando nessa área?

Minha dica principal é: seja você mesmo! A originalidade é um trunfo para quem quer se destacar no mundo virtual. E também faça diferente. Ofereça para as pessoas aquilo que elas querem receber e que você tem para oferecer, mas de uma forma personalizada. Isso fará toda a diferença!

Colágeno Verisol – por que ele é a opção mais indicada?

Você já viu aqui no Mulheres de Quarenta o que é colágeno, para o que serve e qual o tipo mais indicado para ser utilizado: verisol. Hoje, você vai aprender especificações desse tipo de colágeno, que é muito procurado por pessoas que querem dar um verdadeiro up em sua saúde e aparência física.

O que é e sua atuação

Colágeno Verisol é o nome dado ao suplemento natural proteico de peptídeos bioativos de colágeno do tipo 1, contando com uma série de aminoácidos livres benéficos para o organismo. Entre os seus múltiplos benefícios, podemos encontrar principalmente o combate aos sinais de envelhecimento de unhas, pele e cabelo.

O organismo absorve os seus aminoácidos livres para auxiliar na formação da matrix extracelular da derme e estrutura da epiderme (camadas da pele). 

Indicação

O colágeno verisol é ideal para diversas fases da vida, cada uma com um propósito diferente.

Tanto mulheres quanto homens podem usá-lo, sendo muito indicado a partir dos  25 anos de idade em prol da prevenção de sinais de envelhecimento precoce no corpo.

Já quando é atingido o número de 35 anos, o suplemento é passado para a prevenção e tratamento de sinais do envelhecimento que passam a surgir nessa idade, como linhas de expressão.

Agora, aos 40 anos, ele é ainda mais recomendado para o tratamento de rugas, flacidez e queda de cabelo.

Contraindicação

Essa categoria de colágeno é natural, portanto não há contraindicação para o consumo. Porém, tanto ele como qualquer outro suplemento é essencial que um médico ou nutricionista sejam consultados antes do início do uso.

Dica

Na hora de escolher a marca do colágeno verisol para comprar, é essencial que você opte por uma opção 100% natural, para garantir a procedência do produto. Uma opção super viável é o colágeno da marca Vhita, que é composto completamente pelo colágeno verisol, sem qualquer tipo de outro conservante.

Se você quiser saber mais sobre o tema, acesse: https://blog.vhita.com.br/colageno-hidrolisado-melhor-marca/ 

Por: Jéssica Mayara (@jessica.mjornalista) – jornalista, redatora, revisora e gestora de redes sociais. 

Chega de pão. Veja os alimentos que saciam a sua fome!

Pão na chapa e café com leite: o famoso café-da-manhã brasileiro, principalmente quando falamos da cidade de São Paulo, polo comercial em que o corre corre faz com que não tenhamos tempo sequer de comer em nossas casas, precisando geralmente nos alimentar durante o caminho. 

Porém, apesar do pãozinho francês ser uma delícia, ele e qualquer outro tipo de pão podem ser super calóricos, não sendo indicados em alguns tipos de dieta.

Porém, há uma grande variedade de alimentos que podem substitui-los e deixar você bem saciada após comer. Confira alguns:

  1. Aveia

Com alta quantidade de fibras que se expandem no organismo, a aveia demora um pouco para ser digerida, aumentando a sensação de saciedade.

2. Banana

Além de ser uma das frutas mais práticas de comermos, a banana é uma grande fonte de fibras que proporciona sensação de saciedade.

3. Maçã

Rica em pectina, tipo de fibra que faz com que tenhamos saciedade, a maçã além de tudo é um alimento para lá de nutritivo.

4. Iogurte grego

Cheio de proteína e pouco calórico, a maior vantagem desse iogurte é o fato de que ele pode ser consumido entre as refeições, o que faz com que ele aumente a sensação de saciedade.

5. Queijo cottage

Com baixo teor de gordura e poucas calorias, o queijo cottage é mais um que faz com que haja a sensação de saciedade. Ele pode ser consumido temperado com manjericão, por exemplo, que fica delicioso.

Observações:

Apresentamos para vocês apenas algumas dicas de alimentação, porém se você quiser realmente emagrecer, procure um nutricionista que te passará a dieta correta.

Novos avós, um brinde aos novos modelos de maturidade!

Imagem relacionada

Eu lembro com muito carinho dos meus avós e sempre cultivei o contato do meu filho com os seus. Como terapeuta de casal e de família, sempre estimulo o convívio de noras e sogras, e genros e sogros para que os netos tenham o máximo de convívio com os avós.

Minhas memórias são regadas de boas lembranças, de preparos para festejos com minha avó materna, de histórias de assombração com minha avó paterna, do cultivo da terra, de ter tomado gosto com os cheiros das folhas e frutos, de conhecer uma árvore pelo seu aroma… Sim, estes são alguns dos legados que recebi dos meus avós.

Muito se fala que amor de avós é amor de pais melhorado e que é o melhor remédio. Para mim tudo isto é poético, amor de avós é um amor passado a limpo, um sentimento maduro, a continuidade da nossa essência.

Temos o dia dos avós, que é 26 de julho, justo, pois nesta data os netos estão de férias. Quantas lembranças eu tive das minhas férias na casa dos meus avós, quantos momentos meu filho também viveu isto.

Enfim, minha gratidão aos avós, avós de sangue, avós de afinidade, avós adotados, sempre um presente termos avós por perto.

Imagem relacionada

Agora como sexóloga, meu recadinho para você, filho/a, nora, genro respeitem as escolhas dos avós, dos seus pais, principalmente se estão viúvos ou divorciados. Permitam que eles namorem novamente, apoiem suas novas possibilidades, não exijam tanto, tão pouco façam joguinhos emocionais. Aceitem os nãos, não precisamos colocá-los nos modelos pré-estabelecidos e acima de tudo sejamos gratos simplesmente pela sua existência.

Um brinde aos novos avós e a toda forma de amor!

Por: Lelah Monteiro – sexóloga, psicanalista, fisioterapeuta e life coach

Na dúvida de como cortar as madeixas? Confira aqui 5 tendências!

Quando o assunto é tendência, a cabeleira também não pode ficar de fora, até porque, cada vez mais surgem cortes diferenciados e cheios de estilo para adotarmos em nossa cabeça. Curtos, longos, médios… todos cheios de opção para amarmos e usarmos.

Pensando nisso, separamos para você hoje 5 cortes que têm feito a cabeça das mulheres e que são tendência ainda para este ano. Confira!

Shag

O primeiro, mais do que ter a ver com tamanho, ele refere-se mais a estilo de corte de  cabelo. O shag é ótimo para comprimentos de médio a curto, feito em camadas desfiadas, gerando muito movimento e um aspecto para lá de despojado.

Pixie Cut

O pixie cut é um dos cortes mais adotados ultimamente. Curto, despojado e leve, ele pode ser feito tanto com os cantos raspados, quanto mais no famoso formato “joãozinho”, que tal?!

Em camadas

O corte em camadas é uma ótima pedida para fazer com que você fique com uma aparência mais despojada e até mesmo jovial. Você pode adotá-lo principalmente em cortes que costumam ser retos, para dar uma graça a mais.

Bob curto

Se o long bob foi um grande sucesso, agora a vez é do bob curto, ou short bob. O curtinho do momento tem certa assimetria, e pode ter tanto as pontas retas como desfiadas. É o queridinho de muitas famosas!

Franja média

Se você é daquelas que acha que franja é bom apenas para garotas de até 20 anos, está na hora de mudar isso. A franja média, aquela que não chega a ser tão grande, mas que passa um pouco a sobrancelha, é uma super tendência que cai bem em todas as idades.

Conteúdo: Jéssica Mayara (@jessica.mjornalista) – jornalista, atua com produção de conteúdo para redes sociais e blogs, e assessoria de comunicação!

Confira as principais tendências para o primavera/verão 2020


O inverno já está nos seus últimos dias, e claro, já é hora de ficarmos antenadas nas próximas tendências das estações seguintes: primavera/verão. As blogueiras de moda e os principais desfiles do mundo já têm dado um gostinho do que vem por aí, e claro, o Mulheres de Quarenta fez um levantamento das 5 principais tendências de look. Confira com a gente: 

Laranja é o novo preto

Algo que costuma marcar bastante as estações calorosas, é o uso de cores fortes, e nesse caso não é diferente. A cor curinga dessa estação que mais tem sido cotada é o laranja. Por mais que seja um tom não tão fácil de ser combinado, você pode usar e abusar da sua imaginação para montar looks incríveis.

Calça cargo

Aos poucos, a calça cargo tem ganhado corações e guarda-roupas. A peça, comum nos anos 90/2000, tem voltado com tudo para as passarelas, e será uma grande pedida nas próximas estações. 

Muito brilho

Luz na passarela que lá vem as roupas de brilho! Há boas estações em alta, os itens brilhantes continuam com tudo, principalmente roupas de paetê, ou metalizados e de lurex. Uma boa sacada é usar um item do tipo, mas com roupas mais despojadas.

Roupas curtas

Conteúdo: Jéssica Mayara (@jessica.mjornalista) – jornalista, atua com produção de conteúdo para redes sociais e blogs, e assessoria de comunicação!


Conheça os benefícios do Whey Protein

Quando falamos sobre suplementação alimentar, um dos elementos mais utilizados, é o whey protein, que nada mais é do que a proteína presente no soro do leite.

Essa proteína contém um enorme valor biológico e é essencial para o corpo humano, se dividindo em caseína, lactoalbumina e imunoglobulinas, além de contar com aminoácidos de cadeia ramificada, denominados popularmente como BCAA.

Entretanto, apesar de a caseína corresponder a 80% da proteína do leite, são os demais elementos que são utilizados na composição do whey protein.

Benefícios

O whey protein é super utilizado principalmente por auxiliar o organismo a se recuperar de esforços físicos, e assim, reforçar o ganho de massa muscular.

Porém, se você acredita que ele é bom apenas para as pessoas que realizam exercícios físicos, saiba que você pode estar bem enganado.

Isso porque, ele ainda é capaz de realizar uma proteção contra as bactérias, fortalecer o sistema imunológico, prevenir doenças cardiovasculares e osteoporoses, melhorar a microbiota intestinal, reduzir o apetite, auxiliar na perda de peso após cirurgia bariátrica, melhorar a ansiedade, aprimorar a resposta do corpo a insulina, reduzir a pressão arterial e vários outros.

Categorias

Porém, apesar desses inúmeros benefícios, é necessário ressaltar que há 3 tipos de whey protein diferentes principais, cada qual com suas especificidades e pontos fortes. São eles: concentrado (contém mais gordura do que as demais), isolado (maior concentração de proteína e menos gordura) e hidrolisado (indicado em casos de doenças que dificultem a absorção dos nutrientes).

Dúvidas de como escolher entre essas categorias? Confira aqui: https://blog.vhita.com.br/como-escolher-whey-protein/

Colaboração: Jéssica Mayara (@jessica.mjornalista): jornalista, atua com produção de conteúdo para redes sociais e blogs, e assessoria de comunicação!

Descubra os tipos de amor e suas diferenças!

O amor em si é tudo a mesma coisa? Claudio Naranjo mostra para nós que não em um doce texto que explica três faces desse sentimento: amor admirativo, erótico e compassivo.

Confira abaixo!

 “(…) Eros (amor-desejo), caritas (amor) e philia (amor-admiração) podem ser caracterizados como o amor do filho, o amor da mãe e do pai, e são predominantemente relacionados com a primeira, segunda e terceira pessoa que distingue a estrutura de nossa linguagem: o desejo de amor, com seu desejo de receber e privilegia o eu. Enquanto o amor ágape é um amor por você, e a admiração de amor projeta a experiência de valorização além da experiência do eu-você, em uma personificação do transcendente ou uma simbolização do valor puro. Também pode ser dito que o amor de si acolhe o animal interior que está em nós, uma criatura de desejos, enquanto o amor por você enfrenta o próximo como pessoa ou ser humano e a admiração do amor encontra seu verdadeiro objeto no divino, seja em uma dimensão universal ou na experiência da divindade encarnada ”.

Amor admirativo

“(…) Há um amor que tem a ver com amizade e que não é necessariamente protetor ou implica uma busca por prazer, mas tem a ver com apreciação, com admiração, com respeito e com ideais. A estimativa não é erótica ou generosa, é uma terceira coisa e os gregos a chamam de philia. É o que se procura na amizade, o que se encontra em cada pessoa a quem eles valorizam, só que existe um gradiente que vai da aceitação à estima e respeito, à admiração e, finalmente, ao culto.

Há amizades interessadas, como a que existe entre duas pessoas que gostam de jogar tênis; eles usam um ao outro, desde que cada um sirva o outro com respeito à satisfação de um gosto.

Há também amizades manipuladoras, nas quais, em nome da amizade, se trata de obter outras coisas; mas a amizade verdadeira é aquela em que a pessoa está interessada na outra porque a outra tem alguma qualidade espiritual ou humana admirável que estimula o crescimento de alguém. (…) É o amor mais propriamente humano. ”

 “(…) Se pensarmos na forma de amor que move Aquiles e os outros heróis homéricos, que tanto exaltaram a glória de morrer em batalha, diremos, sem dúvida, que é sobre admirar o amor; mas não é tanto sobre essa capacidade amorosa que se expressa no reconhecimento do valor do outro e isso implica uma capacidade de devoção, uma sede de reconhecimento, e a correspondente ânsia de sacrificar tudo à fama. Aquiles é, em outras palavras, um monstro do narcisismo: com o prestígio do herói incomparável e, ao mesmo tempo, com a sede de triunfo competitivo pessoal que o leva a atos de suprema desumanidade ”.

Amor erótico

“(…) Existe um amor erótico ou instintivo que no mundo cristão tem sido um amor muito proibido, demonizado e até criminalizado.

A vergonha sexual não é intrínseca à natureza humana, e eu pessoalmente compartilho com Freud e Reich a noção de que muitos dos problemas que as pessoas têm como resultado da sexualidade proibida e o sentimento de que parte de seu dom instintivo é algo horrível e inconfessável. “

 “(…) A criança, então, sentindo que deveria gostar do adiamento de suas preferências ou opiniões, tem apenas que se separar de seu próprio sentimento de prazer ou antipatia. Você deve, então, distanciar-se do seu corpo (e suas emoções verdadeiras) em prol do que você deveria gostar e do que você deveria sentir. Em vista dessa posse emocional, então, entende-se que a proibição do prazer, ou pelo menos a desvalorização do instintivo e do erótico, é intrínseca à manutenção do autoritarismo ”.

Amor compassivo

“(…) O tipo de amor que na literatura cristã é chamado de ágape ou caridade é aquele que é expresso como generosidade e bondade, é o“ amor ao próximo ”que caracteriza não apenas o caminho cristão, mas os ensinamentos de todas as religiões.

Essa forma de amor culmina na compaixão, característica de seres que percorrem um longo caminho, mas que também é intrínseco à experiência humana, já que ela já está presente na experiência da maternidade. E não apenas humanos, mas todos os mamíferos também exibem um comportamento materno que expressa um amor protetor, auxiliar e potencialmente sacrificado ”.

 “(…) Mas é claro que elevar o ideal de compaixão não é o mesmo que ser compassivo: ao contrário, contribuímos com nossos ideais para isso, sentindo-nos virtuosos por apenas adorá-los, negligenciamos ser fiéis a eles com nossas ações. Servir como exemplo como o ato de orar a Maria – encarnação simbólica da misericórdia divina – diminuiu a brutalidade dos cruzados. Assim, o ideal cristão de amor, defendido como uma bandeira da civilização cristã, projetou apenas uma pálida reflexão sobre o coração cada vez mais endurecido dele ”.

Como superar a dor de uma separação

Superar o término de um relacionamento amoroso não costuma ser fácil, independentemente da idade que tivermos, seja 20, 30, 40… Nós construímos a rotina ao lado de uma pessoa, e nos acostumamos a estar com ela dia a dia, e de repente, aquilo não acontece mais. Em muitos casos, podemos até mesmo passar pelos sintomas de um processo de luto.

Porém, é importante que nesse momento nós realmente tentemos diferentes formas para ficarmos melhor e conseguir seguir em frente. Separamos algumas dicas para você que está passando por essa situação:

1 – Aceite suas emoções

O primeiro passo para superar o fim de um relacionamento é aceitar as emoções que você sente, encarar que você pode não estar se sentindo bem e não há problemas nisso. Olhe para dentro de si própria, encare como está se sentindo e entenda que isso é normal, mas que vai passar em algum momento e é hora de você lutar para isso.

2 – Cuide de si

Quando passamos a cuidar mais de nós mesmas, a nossa autoestima automaticamente sobe e nos sentimos melhores. Não adianta se deixar de lado porque isso não vai resolver qualquer problema.

3 – Busque apoio

Peça ajuda a seus amigos e mostre o que está sentindo, isso vai tirar um grande peso de si. Uma outra alternativa é buscar apoio profissional também, seja por meio de terapia ou demais outras técnicas existentes.

4 – Inicie atividades novas

Quando iniciamos atividades diferentes, nós passamos a criar uma nova rotina para a nossa vida, o que é essencial para conseguirmos esquecer o nosso dia a dia de antes. Portanto, faça um novo curso, ou vá para lugares que nunca foi antes. Teste diversos tipos de ações!

5 – Evite contato

Por mais que bata a saudade e a vontade de falar com quem você tinha um relacionamento, a melhor coisa a fazer é se afastar. Quanto mais você manter contato, mais difícil vai ser de esquecer. Portanto, vire a página e segure a vontade de mandar mensagem ou fazer uma ligação!

Colaboração: Jéssica Mayara (@jessica.mjornalista): jornalista, atua com produção de conteúdo para redes sociais e blogs, e assessoria de comunicação!

Add to cart
AN