A culpa não é das gordinhas!

Por Vanessa Palazzi

Eu tenho uma amiga que está fora do peso.  Ela é mais cheinha, digamos assim. E vamos combinar que desde que eu a conheço – lá se vão mais de vinte anos – ela sempre foi desse jeito. Confesso que eu a acho muito bonita.

Ela não tem nenhum tipo de complexo, ou pelo menos não demonstra isso. Ela se aceita muito bem, é vaidosa, cuida do seu visual, está sempre maquiada e bem vestida. Ela usa decotes e minissaia. Tem coisa mais legal do que a pessoa se sentir bem do jeito que é?

Minha amiga conheceu uma pessoa numa rede de relacionamentos. Eles trocaram mensagens e fotos. Ela queria que ele soubesse exatamente como ela era fisicamente. Eles conversaram durante um bom tempo e resolveram se encontrar para um almoço. A sintonia foi tão intensa que eles resolveram sair novamente e, dessa vez, o encontro seria um pouco mais íntimo.

Minha amiga tratou de comprar uma lingerie vermelha, usou um salto prateado bem alto e um vestido super sensual. E não é que na hora aga o nosso amigo falhou? Sim, isso mesmo.  Foi com tanta sede ao pote que ele se quebrou! rs

O fato é que minha amiga ficou arrasada. Ela insistia em dizer que a culpa era dela por estar fora de forma, por ser mais gordinha do que o normal, por estar acima do peso. Pode isso, produção? Claro que não.

A grande verdade é que a impotência sexual pode estar ligada a vários fatores e eu não achei justo que minha amiga arcasse com essa responsabilidade.

Outra amiga, que vive uma situação bastante parecida, entrou numa dieta radical para tentar reconquistar o seu parceiro já que eles não se relacionam intimamente há quase dois anos.

A grande verdade é que muitos homens temem falar sobre esse assunto. Sentem vergonha e medo da rejeição e nem sempre estão dispostos a mudar isso. Muitas vezes, eles culpam suas parcerias pela falta de desejo e, queira ou não, mechem com a autoestima delas.  Eles as culpam por terem falhado e as diminuem como mulheres.

Bem, o fato é que é preciso encarar esse problema de frente. E se ele prejudica de alguma forma o seu relacionamento, é preciso ter uma conversa franca. A única coisa que não pode acontecer é tomar para si a culpa do seu parceiro ter falhado na cama com você, certo? Mesmo porque cada mulher é única e cada uma tem a sua beleza, não importa de onde ela venha.

Entendeu agora porque a culpa não é das gordinhas?

Bora, meninas, vamos em frente!

Beijos e até a próxima!

Vanessa Palazzi

 

Mulheres chatas

adiar-coisas-chatasMuitas das minhas descobertas acontecem na mesa de um bar ou de um restaurante. Num dos meus últimos jantares, sentei-me ao lado de duas mulheres jovens, por volta dos seus trinta e poucos anos que conversavam sobre trabalho. Afff…

A conversa era um tanto quanto chata para àquela hora da noite e eu jamais pensaria em tratar daqueles assuntos no meu jantar.

Tá certo. Eu sei que há almoços de negócios, mas jantar? Jantar? Ninguém merece!

Imediatamente chamei o garçom e confesso que, um tanto quanto aborrecida com a conversa, pedi que me mudasse de lugar, afinal a minha companhia era muito boa para desperdiçar ouvindo aquela conversa.

Ainda assim, as duas moças não paravam de falar sobre as suas conquistas nos negócios. E não havia meios de deixar de ouvir, já que elas se pronunciavam em alto e bom tom.

Confesso que foi uma das poucas vezes que eu não me interessei pela conversa alheia. Eu sempre quero ouvir o que as pessoas estão falando. Principalmente quando mulheres estão sentadas ao lado da minha mesa. Sempre acabo tendo um prato cheio para as minhas inspirações. Ou ainda faço amizades e participo da conversa.

Quando se trata de algum assunto sobre relacionamentos, intimidades eu fico ligadíssima no assunto. Quero mesmo saber se as pessoas pensam como eu. Adoro ouvir uma história interessante, ver como as mulheres se comportam. Isso faz parte do minha pesquisa com as mulheres bem como das conclusões que tiro a respeito dos homens.

Ao contrário daquelas duas mulheres chatas – desculpem a minha sinceridade – os encontros com as minhas amigas são recheados de bobagens. Comentamos sobre as amigas, sobre relacionamentos, falamos sobre sexo, filhos, moda, damos dicas de beleza, trocamos cores de esmaltes, falamos sobre cremes milagrosos, a nova dieta, a necessidade de malhar e assim por diante. Abrimos um vinho, damos risadas de nós mesmas e  finalizamos brindando até mesmo as nossas derrotas que nos fazem ser melhores do que éramos antes.

Papos divertidos me agradam. E aos homens que estão ao redor também. Portanto, vocês mulheres de 30, que logo mais serão as de 40, tentem ser menos executivas. Sejam, ao menos, um pouco mulher. Os homens vão adorar!

 

Como atrair o homem ou a mulher ideal da sua vida

02

 

 

QUE TAL ENCONTRAR O HOMEM OU A MULHER IDEAL DA SUA VIDA?

No próximo dia 27/11, às 20h, eu, Vanessa Palazzi e o terapeuta Zé Paulo Pitombo faremos uma palestra em São Paulo sobre esse assunto. As vagas são limitadas. Para participar, basta fazer um depósito no valor de R$ 50,00 no Banco Bradesco, AG 6250, CC 14304-9 e enviar o comprovante com seus dados para o email vanpalazzi@gmail.com que retornaremos confirmando sua participação. Estamos te esperando!

• O que os homens esperam das mulheres
• O mundo dos relacionamentos na visão masculina
• O que os homens falam das mulheres, o que eles não toleram; a essência masculina; medos, traumas e dificuldades.
• Razão e emoção
• Os sete passos do Manual do Homem Ideal
• O que as mulheres esperam dos homens
• Como as mulheres do mundo moderno se comportam atualmente: expectativas e frustrações nos relacionamentos
• Porque tantas pessoas estão sozinhas? Por que está tão difícil encontrar uma (um) companheira (o)?
• O que elas não gostam nos homens e como elas esperam que eles se comportem
• Ser feliz é possível e está ao alcance de todos

Vanessa Palazzi

Vanessa Palazzi é jornalista. É também advogada e presta assessoria política há mais de 20 anos. Mulher de quarenta, divorciada e mãe de duas meninas, resolveu escrever sobre suas próprias experiências e sobre os relacionamentos de homens e mulheres do mundo moderno. Vanessa também tem um olhar diferenciado sobre o mundo da moda e tem se dedicado a esse assunto, dando dicas de postura e comportamento nos mais variados segmentos profissionais. Faz palestras sobre os assuntos abordados no Mulheres de Quarenta e também sobre assessoria voltada para as mídias sociais. Ela dá dicas sobre como se comportar e aumentar a relevância na rede.

Vanessa Palazzi e Zé Paulo Pitombo

Zé Paulo Pitombo

Foi empresário dos 19 aos 30. É Terapeuta Holístico desde os 32. Trabalha com Florais Brasileiros, Astrologia e Tarot Alquímico, e dá consultas em domicílio ou via Skype. Além disso, é palestrante, dá cursos e consultorias. Desde 2012, via internet, motivado por alguns clientes e pelos seus filhos, oferece um pouco da sua experiência, especialmente aos jovens.

Recaídas

35mdqjdRecaídas acontecem. Nem sempre são inevitáveis.

Uma das minhas amigas viveu um período assim. Conheceu um homem logo após a sua separação. E claro que ficou extremamente empolgada com a nova situação. Afinal, faz bem alimentar o ego depois de uma decepção.

O fato é que nem sempre aquela relação é o que você espera. Você se frustra e faz um monte de comparações. E então você fica completamente amargurada.

Toma umas a mais pra ver se dá pra encarar o novo pretendente. E depois do encontro, quando chega em casa, segura os dedos entrelaçados e reza pra não cair em tentação.

Mas de repente, não mais que de repente, você entra numa enorme crise de carência e telefona para o seu ex. Faz propostas indecentes. Deixa o ego de lado e pede tudo aquilo que te satisfaz.

Sua mente é ousada e você faz algumas coisas pelas quais certamente se arrependerá no dia seguinte. Você releva tudo, esquece o que passou e curte aquele momento como se fosse único.

Mas bastam algumas horas de sono pra você cair na real. E quando você recobra a consciência, se dá conta de que aquela relação era doente, apesar dos bons momentos que viveram juntos.

Nunca é tarde pra voltar atrás. Todo mundo merece uma segunda chance. Mas pense bem se realmente vale a pena. Antes da recaída, faça a sua autoavaliação para não se decepcionar novamente.

Caso contrário, espere o próximo trem passar. Boa sorte!

Vampiros brasileiros

BEIJO-~1Tenho ouvido alguns casos por aí que me deixam perplexa. Mulheres bem sucedidas e independentes – geralmente com filhos e contas para pagar – que “adotam” homens maduros e desocupados. Ou melhor, desempregados.

No início eles se vendem muito bem. São donos de projetos mirabolantes. Dizem-se os melhores negociantes. Têm ideias para tudo, e parecem praticamente geniais. Eles sabem aconselhar muito bem e têm solução para quase tudo.

O homem que você conheceu é tão encantador que você não hesita em nenhum momento e o leva para sua casa. Quando você se dá conta ele já está devidamente instalado. Já usa uma parte do seu armário, deixa os sapatos largados na sala e usa a sua escova de dentes. Mas tudo bem! Ele te trata como ninguém. E acima de tudo ele é muito bom de cama.

Ele dirige seu carro e te leva para jantar, mas na hora de pagar a conta algo sempre acontece. A desculpa geralmente é a mesma. Ele diz que esqueceu a carteira em algum lugar. Essa é uma das suas especialidades. Você se penaliza e trata de arrumar tudo pra ele. Ele também adora viajar. Com o seu dinheiro, é claro!

Como ele se diz um excelente negociante você lhe confia sua conta, seus dados bancários e seu nome. E quando você se dá conta, minha amiga, você literalmente já era! E depois não adianta culpar os outros pelos erros que você mesma cometeu.

Cuidado com esses vampiros! Eles são extremamente sedutores, mas sugam muito mais do que apenas o seu sangue! Levam seu dinheiro, seu nome e sua honra.

Vampiro brasileiro? Bahhh!

vampiros_ian_somerhalder

 

Deus, agora eu entendo

313556_278037018897986_264994036868951_695620_1909883186_nDemorou alguns longos anos pra eu entender quem era Deus. Onde afinal Ele se encontrava?

Sempre o procurei por todos os lugares e confesso que muitas vezes não o achava.

Isso porque assim como você eu também cresci com a ideia de que Deus é Pai! De que Deus castiga! De que Deus quer algo em troca! De que quem não reza ou não vai à igreja não recebe nada em troca. Sim! Infelizmente nos ensinaram que Deus exige essa moeda de troca. E a gente fica se culpando por isso! Afinal quantas vezes você se esqueceu de rezar antes de dormir?

E quando algo de errado te acontece? Aí você imediatamente se lembra de Deus e se enche de culpa. Porque eu não rezei antes para Deus? Agora que eu preciso Ele não vai me atender!

E então antes de começar a rezar você já começa se desculpando!

– Olha Meu Deus, me desculpe por não ter rezado antes, mas é que a vida é corrida, sabe como é. Acabei me esquecendo de lhe agradecer por algumas coisas, mas a verdade é que agora estou precisando. Tem como me ajudar?

É claro que sim! Deus não lhe cobra nada. Deus é amor! E Ele está em todos os lugares. Acima de tudo, Deus está bem dentro de você. E quando você passa a entender isso, você descobre que juntos vocês são capazes de realizar maravilhas!

Quando você se livra das culpas, dos medos e do temor que te impuseram ao longo da vida a respeito de Deus as coisas começam a fluir bem melhor!

Acredite! Deus é forca! Deus é perdão! Deus acima de tudo é amor! Ele e você. Você e Ele. Juntos vocês formam uma dupla infalível!

Que Deus desperte em você a confiança que você tanto precisa! Livre-se dos medos e das culpas. Deus não faz isso com você. Acredite! Tenha fé!

Homens acompanhados

atual  e exQuem me pediu pra falar sobre esse tema foi um amigo querido que tive o prazer de conhecer há alguns anos no meu trabalho.

Eu gosto do contato físico. Como uma boa descendente de italianos, gosto de tocar as pessoas enquanto falo. Faço questão de beija-las e abraça-las quando as encontro. Sem distinção. Quem me conhece sabe disso.

Certo dia esse amigo me encontrou no teatro. Ele estava acompanhado pela mulher. Na tentativa de evitar que eu o reconhecesse ele desviava o olhar, embora já tivesse me visto há muito tempo.

Imediatamente fui cumprimentá-lo. Claro que como amigo querido que é, eu já estava partindo para o abraço.

Ele foi extremamente frio. Um beijo seco e rápido com certa distância para não deixar nenhum rastro de evidência de que éramos, nada mais nada menos, do que simples amigos. Eu correspondi.

De pronto, ele iniciou a rápida apresentação a sua mulher para logo me dispensar dali.

Eu entendi o recado e discretamente voltei ao meu lugar. Claro que um tanto quanto desconcertada por não poder agir da forma que sempre agia com aquele amigo querido.

Enfim eu entendi que na verdade ele estava tentando evitar alguma cena. Nesses casos as explicações podem levar a uma séria crise de ciúmes.

Mulheres, nessas horas, têm muito mais jogo de cintura.

Logo depois nos encontramos. Meu amigo que é seguidor do blog me abraçou afetuosamente e muito sem jeito pelo nosso último encontro sugeriu que eu falasse sobre esse tema.

Vai entender…

Homens acompanhados ficam muito desconcertados. Cheios de dedos, cheios de medos! É isso.

Pronto! Falei! Sinto-me bem melhor agora! Rsrs

Amor ferido

untitledEnquanto uns usam o amor para falar de ódio eu aprendo a cada dia o valor do verdadeiro amor.

Vejo pessoas que passam a vida toda se vangloriando em nome daquilo que supõem ser amor. Muitos, para impressionar, pregam por todos os cantos as palavras do amor e por dentro estão com o coração completamente doente e contaminado.

Falar de amor é muito fácil. Difícil mesmo é praticá-lo, despretensiosamente.

O amor é puro e sublime acima de qualquer coisa. No fundo ele não precisa de palavras porque se mostra através de pequenos gestos, de ações. O amor é espontâneo. Não espera nada, absolutamente nada em troca. É simples e ao mesmo tempo perfeito.

Lamento pelos que custam a entendê-lo. Sinto muito por aqueles que pensam que sabem o que é amar. Afinal, os fracos de espírito atacam, enquanto os fortes apenas se defendem em nome do amor. E apenas quando é preciso.

Estamos aqui para aprender. Erramos mas estamos sempre tentando acertar. De toda forma, queira ou não, é preciso saber que uma hora ou outra nossa conta vai chegar. E aí, meu amigo, minha amiga, não haverá como escapar.

Que o amor, o verdadeiro amor, possa curar todas as nossas feridas.

Mais que uma palavra

amor2Amar é realmente um aprendizado. Aquela velha história de regar a plantinha todos os dias é a mais pura verdade.

Quando o amor nos invade ficamos cheios de satisfação. A vida instantaneamente fica mais leve. Mais feliz. E até a mais árdua tarefa se torna prazerosa quando se pensa no ser amado.

Esse sentimento que envolve tantos outros não pode se resumir a uma única expressão. Nem sempre a declaração “eu te amo” é capaz de expressar a universalidade do amor.

Amar requer mais do que simples palavras. Requer tolerância, paciência e aceitação. Admiração e, muitas vezes, perdão.

O amor precisa ser alimentado e acima de tudo correspondido. Ninguém ama plenamente quando não é amado na mesma intensidade.

Se esquecido, o amor perde sua luz. Apaga sua chama. Adormece. Transforma-se. Sofre. Esfria, adoece e morre. Sim, o amor não é eterno. Se deixar, ele pode chegar ao fim.

Por isso, meu amigo, minha amiga, cuide bem do seu amor.

 

Mulheres que choram

Olho AzulNunca achei muito normal pessoas que não se emocionam com nada. Tem gente que não chora. Esconde as emoções. Envergonha-se de demonstrar o que sente. Quando criança me chamavam de “manteiga derretida”. Incorrigível, eu continuo assim.

Aliás esse virou um exercício. Não diria que essa é uma das minhas práticas preferidas, mas um dos artifícios que uso para me aliviar. Nas lágrimas, muitas vezes, encontro o meu conforto.

Cada um tem o seu jeito. Eu preciso colocar para fora. E assim consigo me resolver. Choro, choro, até passar.

Conversando com uma amiga contei que havia chorado um bocado embaixo do chuveiro. Achei que era uma coisa inédita mas ela me falou que também tinha esse hábito.

E juntas chegamos a conclusão do porquê as mulheres fazem isso com frequência. Depois que literalmente lavamos a alma no banho estamos prontas pra começar nossa jornada. De cara e alma lavada, secamos os cabelos, e providenciamos a maquiagem.

olhos_bem_maquiados

Arrumadas, estamos prontas para seguir em frente.

É…chorar no chuveiro não borra a maquiagem!

Ah, essas mulheres! Vai entender!

A vida é feita de escolhas

fotoNão adianta colocar a culpa no destino. Ele está sempre tentando lhe ajudar. Mas se você virar as costas ele não lhe dará a mesma oportunidade.

Quantas vezes você já se arrependeu das coisas que não fez e que podia ter feito? Quantas chances você desperdiçou? Quantas vezes quis voltar no tempo e fazer tudo diferente?

Bem, a verdade é que algumas coisas não voltam ao mesmo lugar. Você pode ter outras oportunidades, diferentes das que já teve, mas se colocar muitos empecilhos pode perder novamente.

E quando isso acontece, dificilmente você consegue recuperar. Quando é tarde demais não há nada a se fazer. Apenas lamentar. Fazer o quê?

Mas a vida é assim. Afinal estamos aqui pra aprender. E eu acredito que temos uma sina. Temos que cumprir algumas coisas por aqui. Ter algumas passagens é pedágio obrigatório.

O fato é que você sempre terá novas oportunidades, a não ser que não queria. Se estiver fechado para balanço, melhor mudar logo de atitude. Deixe as coisas acontecerem! Tem muita coisa boa te esperando por ai.

Mas preste muita atenção…as oportunidades não batem duas vezes na mesma porta. Pense nisso!

Fica comigo

Close-up of a snuggling coupleAté o último dia da minha vida! Essa era a frase que o marido de uma amiga lhe falava diariamente.

Nem sempre estamos acostumados a ouvir histórias de amor contadas por pessoas jovens. No caso, uma mulher de quarenta. Minha avó, por exemplo, amou e foi muito amada pelo marido enquanto ele viveu. Essa, até então, era uma das únicas histórias que eu conhecia.

Durante um agradável café, minha amiga lamentou a separação de seu marido por um fato alheio a sua vontade: a morte. Quando ela menos esperava, seu amado companheiro partiu deixando a ela um maravilhoso legado.

Dois amados filhos e muitos ensinamentos. Um pouco mais velho, ele se dedicou inteiramente a ela e lhe deu a oportunidade de conhecer o mais belo e verdadeiro amor, nas suas mais variadas formas, nos seus mais nobres sentidos. E ele foi correspondido.

Sabendo de seu destino fatal, ela lhe guardou segredo. Deu-lhe todo o amor até seu último suspiro. Sereno, ele morreu em seus braços. Seu último adeus lhe foi dado com palavras de amor. Sua única promessa foi a de ser forte e corajosa para o resto da vida. E assim ela o é.

Minha amiga está certa de que um dia eles irão se reencontrar. Um grande amor não pode acabar assim. Não preciso nem dizer que ao final da conversa essa forte e corajosa mulher consolava o meu pranto.

Que você também possa ouvir “fica comigo para o resto da minha vida”. Esses foram os votos dela pra mim e são os meus para você!

Minha segunda opção

EVA-MA~1O amor, sem dúvida alguma, nas suas mais variadas formas é uma prioridade em nossas vidas. Não dá para negar. Quem ama e é amado é muito mais feliz e realizado. Todos, no fundo, querem viver um grande amor.

Quando nos relacionamos temos necessidade de nos sentirmos valorizados pelo que somos. Claro que nem sempre isso acontece. Muitas vezes os momentos são diferentes e você, mesmo sem querer, pode ficar em segundo plano. E vamos combinar que ninguém gosta de estar na segunda posição, certo?

Nada de desculpas!  Quem te ama de verdade te assume, gosta da sua companhia, te quer por perto, sente orgulho e prazer de estar contigo em todo e qualquer lugar. E também não se importa com o que os outros vão pensar. Isso faz parte da maturidade, da confiança em si mesmo e da segurança que só se adquire com o tempo.

Mas às vezes somos obrigados a agir com a razão. Colocar na balança os prós e os contras e deixar um pouco as emoções de lado. Pensar se vale a pena investir uma relação onde você, de alguma forma, está em segundo plano ou esperar que algo melhor possa acontecer.

Depois de certa idade você pode até não saber o que quer, mas já sabe exatamente aquilo que não quer mais para a sua vida. Quem se contenta com pouco vive infeliz implorando o amor do outro. E viver pela metade, definitivamente, não dá!

Que a sua primeira opção seja amar.  Se não der certo, que sua segunda opção seja a de ser feliz. Incondicionalmente!

E aí? Já tomou a sua decisão?

amo-a-liberdade-por-isso-deixo-as-coisas-que

Dispostos se atraem

1332342777883Eu e um amigo falávamos sobre os relacionamentos de hoje. Ele queria uns conselhos meus. Ora, quem sou eu para aconselhar? Rsrs

Ele é divorciado e está à procura de uma pessoa bacana pra poder compartilhar. Mas tem se decepcionado um pouco, assim como muita gente por ai.

Claro que não é impossível de se encontrar uma pessoa legal. Tem sim. Mas não é uma tarefa tão fácil. Na verdade homens e mulheres querem achar a tampa da sua panela. Muitos querem estar juntos mas nunca sabem até quando. E todos têm medo. Ninguém quer sofrer.

A grande verdade é que os relacionamentos atualmente são muito mais imediatos. Bem diferente do que acontecia quando éramos mais jovens. As relações são mais superficiais. Não há tanta entrega e nem doação. As pessoas ficaram mais egoístas e impacientes. Pensam no seu bem estar e no seu próprio prazer. Assim, ou você me satisfaz do jeito que eu quero ou eu me satisfaço sozinho sem você.

Ninguém releva mais nada. Não há superação nos relacionamentos.”Ou é do meu jeito, ou não ficamos mais juntos”. Isso já na primeira discussão. Nenhum dos lados quer ceder. Basta um pequeno deslize para tudo se romper. De uma só vez. Sem volta e sem perdão.

O fato é que hoje permanecem juntos os que estão “dispostos”. Sim, aqueles que estão dispostos a dividir, a compreender os seus parceiros, a se entregar, a superar os pequenos conflitos, as pequenas diferenças e assim seguir em frente.

Se os dois lados não têm essa disposição não adianta: a relação tende a acabar no primeiro momento. E com as facilidades de hoje em dia, ninguém fica sozinho. Nem por um dia sequer ou se não quiser.

Mas a sensação de vazio é muito grande. Todos no fundo querem encontrar alguém. A insatisfação é geral. Tanto entre os homens como entre as mulheres.

É…é uma triste realidade. Fazer o quê?

56473278640198_c640088cd0

Cara triste, cara feliz!

cara triste entre caras felizesUm dos principais diferenciais na vida amorosa dos dias de hoje é, sem dúvida nenhuma, o mundo virtual. Antes era impossível estar em contato com o “seu bem” a qualquer hora do dia. Hoje tudo é possível. Até se você estiver numa reunião de trabalho pode discretamente responder uma mensagem. 🙂 🙂 🙂  🙁 🙁 🙁

Outros e infinitos tipos de conexão são possíveis como, por exemplo, as mídias sociais. E quem não quer participar de todas elas?

Dia desses visitei um perfil no facebook cheio de fotos pornográficas. Como se tratava de uma pessoa muito amiga orientei que retirasse as fotos da sua página. Aquilo estava prejudicando a sua imagem, embora tivessem sido publicadas por outra pessoa. Algumas mensagens, necessariamente, devem ser privadas.

Para os namorados incomodam as fotos de ex. Começou a namorar? Então trate de retirá-las o quanto antes para evitar confusão. Ninguém precisa saber do seu passado amoroso e você também não precisa exibir os “troféus” pra todo mundo ver. Você não precisa mais de autoafirmação. Grave as fotos no seu computador caso queira guardar boas lembranças do seu ou da sua ex.

Recadinhos e comentários muito íntimos também são um tanto quanto desagradáveis, especialmente se você já sabe que seu par é um tanto quanto ciumento. E para não ter que dar maiores explicações, mande inbox.

A verdade é que para se relacionar bem com as pessoas que fazem parte dessas redes sociais é preciso ter um pouco de ética. Saber até onde ir, ter um pouco de limites, princípios e educação. Isso não quer dizer que voce não pode falar o que pensa ou publicar as suas melhores fotos. Pode e deve, mas tem que saber de que forma vai se colocar.

Respeito é bom e todo mundo gosta. E aí? Curtiu?

Relações fragilizadas

FIM-DA~1Começou a namorar? Então segure a onda. Hoje não é fácil levar as coisas adiante. Principalmente depois dos quarenta. Claro, nessa idade você já passou por algumas coisas. Já tem bagagem, tem experiência.

Mais do que isso. Seus olhos de águia enxergam de longe. Qualquer pequeno deslize pode ser motivo para uma separação.

As mulheres de quarenta estão mais seguras de si. São bem mais confiantes. Sabem do que são capazes e até onde podem ir.

A verdade e que tanto homens como mulheres estão mais impacientes na relação. Nao há mais aquela predisposição para estarem juntos, o que é lamentável.

Uma pequena escorregada e é o fim. Segunda chance? Nem pensar. Já se quer logo partir para outra.

E quando você já passou por um pedaço difícil, qualquer pequeno sinal pode ser fatal para a relação.

Não se trata de medos ou traumas. As mulheres de quarenta já se superaram nesse quesito. Mas o velho ditado “gato escaldado tem medo de água fria” lhes cai muito bem. Elas já sabem exatamente o que querem e sabem melhor ainda o que não querem para si.

E é aí que as relações ficam mais delicadas. A tolerância para algumas coisas é zero! E aí, meu amigo, você corre o sério risco de perder o mulherão de quarenta para a concorrência. E olha que tem muito homem que não troca uma de quarenta por duas de vinte, heim?

Ganha quem te valoriza, quem te aceita do jeito que você é, quem te trata do jeito que você merece. Leva quem te quer bem, quem é honesto e verdadeiro, quem realmente está disposto a ficar com você.

E aí? O que você me diz?

A felicidade alheia

foto casal sorrindoSer feliz depende de você. Única e exclusivamente? Eu diria que não!

É bom estar com alguém com quem possamos compartilhar. Claro que não dá pra viver só de bons momentos. Algumas coisinhas podem te aborrecer. Seu par também tem todo o direito de não gostar de alguma coisa.

Mas a grande questão não está aí. Se na relação ambos estiverem preocupados apenas com a sua felicidade, o castelo que vocês começaram a construir facilmente pode ruir. Também não adianta jogar a sua infelicidade nas costas do outro. Pode até ser que ele não seja um grande colaborador, mas 50% dessa felicidade depende de você.

Tenho uma amiga que acabou de se casar. Foi o casamento mais rápido que eu já vi. Em três semanas eles trocaram alianças e estão morando juntos. E muito felizes. Na simples e inusitada comemoração, o noivo falou o quanto queria ver sua mulher feliz. Era tudo o que ele queria. Eu adorei ouvir isso e fiquei contente pela minha amiga. Ela merece. Ele também.

O amor, na sua maior grandeza, representa doação. E não tem coisa mais gostosa do que ver o outro feliz na sua companhia. Isso nos dá satisfação. Bom saber que o outro sorri porque você está ao seu lado.

Sim, você pode querer ser feliz com você mesmo. Mas com a ajuda do outro, sem dúvidas você se realizará mais ainda.

Sejam felizes, meus queridos amigos!

 

Preferências

dedinhos-fazendo-as-pazesConhecer melhor um ao outro faz parte dos relacionamentos. Quando isso começa a acontecer é comum surgirem os primeiros conflitos. Claro que quando se está no estágio paixão, qualquer defeitinho é irrisório.

Mas passado esse período já se começa a olhar para o outro com outros olhos. E nessa fase podem surgir os pequenos conflitos. São aquelas tais preferencias que a gente inevitavelmente tem. Os anos as acentuam um pouquinho mais.

Sim, você já sabe bem o que quer, o que gosta, como gosta e mais do que isso, sabe melhor ainda o que não gosta e o que não quer pra você. E muito diferente de antes, não tem tanta paciência assim pra se fazer entender. Ou é assim, ou é assim, certo?

Mas é preciso ter jeito pra se colocar. Saber falar, se fazer entender. Não precisa ofender. Diga o que gosta e aquilo que não te agrada. Seja sutil. Mande recados aos poucos. Para um bom entendedor poucas palavras bastam. Atente aos sinais, eles podem vir a qualquer momento e em qualquer situação. Fique alerta!

Nem sempre as coisas sairão do jeito que você está esperando. Quando um não sabe se expressar muito bem, fala além do que deve, usa palavras inadequadas, as coisas podem se perder um pouco. E não raro acontecer uma discussão numa hora dessas. E aí você junta outras coisinhas que já vinham te incomodando e coloca tudo pra fora! Aí, sai de baixo…ainda mais se você for como eu…rsrsrs

Depois de tudo falado nem sempre você é compreendido, mesmo porque no início se expressou mal. Claro! Nem sempre o outro, que ainda não te conhece muito bem, consegue interpretar aquilo que você queria dizer. E pode se sentir ofendido, ainda que nao seja essa a sua intenção.

Bom, se o assunto esticar, pare. Se não estiver dando certo, deixe para o dia seguinte. Esfrie a cabeça. Faça as pazes, fique de bem! Comece de novo. Dê uma nova chance, afinal vocês ainda estão se conhecendo, certo?

É…tem gente que gosta de picolé de jaca…fazer o quê? Viva as diferenças!

casal-se-olhando-1294427008559_1024x768

 

Aquele abraço

abrao113A cena aconteceu no salão de beleza. O olhar da cliente no espelho do salão era profundo. Triste, eu diria.

De longe eu observava aquela mulher. Percebi que algo se passava. Ela se analisava enquanto olhava sua imagem refletida. O pensamento estava longe, muito distante daquele lugar.

Quando o cabeleireiro se aproximou, lhe deu um abraço. Ela desatou a chorar. Tudo veio à tona naquele momento. Um turbilhão de emoções aflorou com aquele simples gesto. O amigo talvez nem soubesse o que se passava. Mas a empatia entre ambos fez com que ele lhe desse exatamente o que ela precisava. Um gesto de carinho desinteressado. A sutileza de um abraço.  Ninguém disse uma única palavra. Não era necessário.

Não contive as minhas lágrimas. Chorei pelo simples fato de ver o que eles compartilhavam. Acho que também precisava de um abraço naquele momento.

Nem sempre é preciso falar. Muitas vezes é preciso ouvir. Mas ter a empatia para saber o que o outro está sentindo é para poucos.

Não tem nada a dizer? Não tem nada para dar? Simples assim, dê um abraço. Ele nos basta!

Aquele abraço, heim?

Add to cart
AN