Sexo pra ser feliz

boca_sensualUma parceria com o Blog Sensorella me deixa muito feliz. Para que vocês conheçam melhor o trabalho desse pessoal super descolado, atualizado e liberal, segue um dos textos publicados lá, de autoria do Laércio Campos, um dos colaboradores do Blog.

É só clicar: http://blog.sensorella.com.br/

Divirtam-se:

“Dia desses recebi um vídeo por meio de um dos meus grupos de whatsapp: uma terapeuta sexual falava sobre relacionamentos para um público 100% feminino. A palestra tinha sexo como tema principal.

A profissional começava o assunto com a seguinte pergunta: “Vocês acham que homem gosta de mulher? Não! Quem gosta de mulher é gay, homem gosta mesmo é de … (bom, vocês já sabem). Daí em diante ela mencionou casos de várias mulheres que ela atendia com a reclamação de que os maridos não as procuravam, que suas vidas sexuais eram quase nulas … blá, blá, blá …

Ela perguntou a todas essas mulheres: “Quando você está a fim de transar, como você fala isso pro seu marido?” e as respostas foram as mesmas: – “Eu não falo nada”, – “Eu dou sinais, mas ele finge que não entende”, – “Eu também espero que ele esteja a fim”, e assim por diante.

Nenhuma delas, por vergonha, falava abertamente ou tomava alguma ação efetiva para levar seus próprios maridos para cama.

Foi então que ela deu dez dicas importantes, que eu, como homem casado há dez anos, concordo em gênero, número e grau.

1. Homem não entende sinais, insinuações e meias palavras. Homem entende um beijo mais ardente, uma carícia por cima da calça (isso mesmo que você entendeu). Homem entende um beijo no pescoço e um sussurro sacana no ouvido. Resumindo, seja mais direta.

2. Para o homem, a mulher tem que ser sexy, não a calcinha. Não fique chateada se ele não reparar no conjunto de lingerie que custou uma fortuna se junto com ele você não traz uma atitude provocante.

3. Tem hora que o homem não tá a fim mesmo. Um “não”, não significa que você está gorda, feia ou que ele não te ama.

4. Isso vale para o casal e é legal que se converse sobre isso. Estar minimamente em forma é bom para todos os aspectos da sua vida. No sexo não seria diferente. Se você não se cuida e não tem “tesão por si mesmo(a)”, também não pode exigir muito do parceiro.

5. Se o seu marido ou parceiro é uma pessoa não egoísta, faz parte do tesão dele perceber que está dando prazer a você também. Acostume-se a dizer o que e como você gosta  durante o sexo. Dicas como “isso”, “mais devagar”, “mais rápido”, “mais forte”, “mais pra trás”, “mais pra frente”, “não para”, ou mesmo pegar a mão dele e colocar no lugar exato, podem fazer milagres para o seu prazer e o dele.

6. A sociedade é machista sim, então fique tranquila porque não é fácil falar abertamente sobre sexo com ninguém, nem mesmo com a pessoa mais íntima das nossas vidas. Porém, se você estiver em um relacionamento saudável e que tenha amor das duas partes, tudo, tudo, tudo,  pode ser conversado e o resultado SEMPRE será melhor do que o silêncio.

7. Não existe fórmula para o seu prazer, nem para o dele. Você tem que achar o caminho que leva você até lá e ensinar para o seu parceiro. Ele deve fazer o mesmo. Para chegar lá vale tudo desde que o outro esteja 100% de acordo. Fantasias, fetiches, brinquedos eróticos, swing, pornografia, bondage, etc.

8. Outro tabu muito comum na vida das pessoas é que fazer uma terapia é coisa para gente louca. Se você desconfia que as travas para o seu prazer estão em você, procure ajuda. Muitas vezes a insatisfação sexual é resultado de algo bem mais profundo na sua vida, mas que pode ser resolvido mais fácil do que você imagina. Se existe uma coisa que é recorrente na personalidade de pessoas infelizes na cama é o preconceito, ou delas mesmas, do parceiro ou dos dois.

9. Valorize-se e dê valor a quem te valoriza.

10. Gente feliz TRANSA bem“.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Add to cart
AN