Será o fim dos sintomas da menopausa?

Saiba se a menopausa está chegando e como combater os calorões e outros sintomas!

Alerta: a menopausa não é uma doença, porém seus efeitos costumam ser muito desagradáveis. Saiba se essa fase da vida já começou pra você e como tratar os sintomas.

Vamos falar um pouco sobre a diferença entre pré-menopausa, menopausa e climatério conceitos distintos e que acabam causando confusão na hora de defini-los. Vamos tratar de todos, entretanto, precisamos agora nos concentrar no primeiro, a pré-menopausa seus sintomas e indicativos.

Ciclo reprodutivo da mulher

  • Menarca: corresponde a primeira menstruação e marca o início do período fértil, que vai durar até a menopausa, ainda que a diminuição de taxas hormonais diminua bastante a fertilidade feminina a partir dos 35 anos mais ou menos, o que se acentua com os primeiros sintomas da menopausa, a pré-menopausa.
  • Pré-menopausa: inicia nos anos anteriores da menopausa, por volta dos 45 anos e costuma durar de 3 a 7 anos.
  • Menopausa: tem como marco inicial a última menstruação, fim do período reprodutivo da mulher.
  • Climatério: tem início após o último ciclo menstrual.

Pré-menopausa

A menopausa meio que avisa que vai chegar, a mulher ao longo do tempo vai recebendo vários sinais de que alguma coisa mudou em seu organismo, essa fase de mudanças, causadas principalmente por alterações hormonais, são percebidas de formas diferentes pelas mulheres, mas as principais alterações são:

  • Fogacho ou calorão

Esse é um dos sintomas que mais incomodam, um calor que se concentra na parte superior do corpo, subindo pelo peito até o rosto, parece que não tem hora para acontecer, porém, à noite é que o bicho pega de verdade. Causa muita irritação em algumas mulheres, não é para menos.

  • Ciclo menstrual irregular

Os ciclos menstruais tendem a alterar em períodos, tornam-se mais longos ou mais curtos. Varia também a quantidade de fluxo, tende a diminuir com o tempo, até finalmente desaparecer. A imprevisibilidade pode se outra fonte de irritabilidade, pois as vezes os sintomas de que vai menstruar são claros, mas a menstruação nunca vem como antes.

  •  Irritabilidade e variações de humor

As alterações hormonais são as principais causas da irritabilidade e variação de humor, porém os outros sintomas acabam potencializando essas situações. Ninguém merece somar calorão, menstruação que não vem quando se espera e ciclos de hormônios que mais parecem uma montanha-russa.

  • Insônia

De novo as alterações hormonais são a principal responsável por esse sintoma. O calorão e a irritabilidade tornam o sono mais difícil ainda. Como mulher sofre, afff.

  • Secura vaginal

A diminuição do estrogênio os tecidos vaginais tendem a ficar mais secos que o normal, o que pode causar também desconforto durante o ato sexual.

  • Diminuição da libido

Durante a pré-menopausa é bastante comum a perda do apetite sexual. A própria diminuição de estrogênio ou desconforto durante o sexo devido à secura vaginal aceleram esse processo. Fica muito difícil a mulher achar que vai ter prazer durante o sexo.

Observe outros fatores físicos, emocionais e psicológicos que costumam aparecer na pré-menopausa:

  • infecção urinária;
  • alterações na memória e dificuldades de concentração;
  • depressão e ansiedade;
  • problemas e dores nas articulações;
  • pele seca;
  • queda de cabelo;
  • fraqueza nas unhas;
  • cansaço;
  • aumento de peso;
  • dores nos seios;
  • enxaqueca;
  • aceleração do batimento cardíaco;
  • pelos no rosto;
  • inchaço abdominal e constipação;
  • maior tendência a desenvolver a osteoporose.

É muita coisa que pode acontecer com nosso corpo, mas somos fortes e tem muitas maneiras para se passar por essa fase sofrendo menos. Tente antes de tudo manter uma rotina saudável de atividades físicas, de alimentação e procure administrar o estresse no trabalho e as relações afetivas. Procure sempre orientação de um ginecologista.

Tratamentos dos sintomas da pré-menopausa

Ainda que falemos em tratamentos, talvez não seja esse o termo mais adequado, dado que a menopausa não é uma doença. Em todo o caso, esse processo natural do corpo feminino causa desconfortos que podem ser amenizados com orientação médica. Vejamos alguns deles:

Tratamento de Reposição Hormonal (TRH)

Nesse tipo de tratamento para os sintomas da pré-menopausa a mulher faz a reposição do hormônio estrogênio. É importante que antes de iniciar esse tipo de terapia sejam feitos exames para verificar os níveis hormonais e uma análise clínica. Com isso, evitam-se vários sintomas, principalmente os calorões, alterações de humor, dores nas articulações, entre outros. Porém, muitas mulheres não se dão bem com esse tipo de tratamento, pois assim como não se adaptam a qualquer anticoncepcional, não conseguem ir bem também com o hormônio, tendo efeitos colaterais tão deletérios quanto os da própria menopausa.

Outras mulheres sentem-se inseguras com o tratamento hormonal por causa de um medo de desenvolverem câncer com o tratamento. O seu ginecologista é fundamental para amainar todas as suas dúvidas.

Antidepressivos

Alguns remédios antidepressivos podem atuar junto ao cérebro, estimulando a produção de serotonina, o que auxilia no controle dos calores da menopausa e melhora a qualidade de vida da mulher quanto a aspectos de ansiedade e depressão.

Nutrição e exercícios físicos

Dieta equilibrada, com alimentos que possam auxiliar o organismo na reposição dos hormônios, eleva as chances de a mulher sentir menos os impactos dos sintomas da pré-menopausa. Ao lado disso, estão as atividades físicas durante este período, que podem melhorar bastante a qualidade de vida durante esse período.

Tratamento com produtos naturais

Alguns produtos naturais são precursores de hormônios femininos, como o estrogênio. Outros atuam diretamente nos sintomas da depressão. Vitaminas melhoram as condições corporais, o que no geral refletem em diminuição de efeitos negativos da pré-menopausa.

Alguns produtos: óleos de gergelim, óleo de girassol, óleo de linhaça, óleo de borragem, óleo de prímula, óleo de cártamo, Gynseng, lecitina de soja, vitaminas E, vitaminas do complexo B, chá de folha de amora.

Compostos naturais e de óleos essenciais podem melhorar as condições da pré-menopausa, porém não é prudente dispensar aconselhamento médico apenas por serem produtos naturais, pois os mesmos podem ter outros efeitos colaterais, além de causar alergias em algumas consumidoras.

Gostou do texto?

Tem dúvidas que gostaria de compartilhar conosco?

Deixe aqui embaixo seu comentário!

Um grande abraço da nossa equipe!


Basta clicar no link e cadastrar seu e-mail pra receber seu livro!
http://bit.ly/AlivioMeno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Add to cart
AN