Precisamos falar sobre gordofobia!

Em uma sociedade cheia de preconceitos, como a nossa, um deles é a gordofobia: quando pessoas ditas como “gordas” são tratadas preconceituosamente. Um dos grandes intensificadores desse ato, é que ele é normatizado por todos.

Enquanto alguns outros tipos de injúria e violência são considerados crimes, a gordofobia é tratada com risadas e sem grande importância. Muitas vezes, ela é até velada como forma de preocupação pela saúde da pessoa em questão, com comentários como: “Nossa, você ficaria tão mais saudável se emagrecesse” e “você está alguns quilinhos acima, cuidado com a saúde”.

Alexandra Gurgel realiza um movimento em prol da quebra de padrões

É claro que quando você está obeso, por exemplo, há riscos na saúde que você precisa estar atenta. Porém, a questão não é essa. O grande foco é que temos um padrão de peso em nossa sociedade, que tenta impor constantemente para todas as pessoas. Sendo assim, muitos não conseguem te ver como uma mulher bonita se estiver um pouco acima do exigido pelas pessoas.

Cantora Adele

Precisamos parar de achar normal uma “piadinha” com alguém sem o peso exigido como ideal. Temos que entender que cada pessoa tem a sua beleza a seu modo.

O padrão do corpo feminino já mudou bastante em todos esses anos, e se hoje dizem que lindo é ser magérrima, anteriormente, diversos outros pesos já foram apontados como os ideais de beleza.

Cantora Maiara, da dupla Maiara e Maraisa

Se alguém praticar gordofobia com você, lembre-se de quem você é e qual a SUA opinião sobre seu corpo. Está feliz com o peso atual? Se sente linda? Está saudável? Então é isso o que importa.

Cleo Pires, com 37 anos, desabafou recentemente sobre o excesso de julgamento por ela ter engordado

O número que está na balança só interessa a você, e ninguém tem nada a ver com isso.

Agora, se você percebe que tem um preconceito com pessoas ditas como mais gordas, coloque a mão na consciência. Pare e veja o que você tem feito. Por que você tem essas crenças? Por que você ofende os outros? Não é legal fazer piada com o peso alheio. Comece a trabalhar para tirar esse preconceito enraizado em você.

Nós mulheres precisamos nos apoiar. Vamos juntas tornar o mundo um lugar melhor!

Por: Jéssica Mayara (@jessica.mjornalista) – jornalista, atua com produção de conteúdo para sites e redes sociais.

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Jéssica Mayara

0 Comentário

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.