Par ou ímpar?

Depois da separação você não tem muitas escolhas. É preciso seguir em frente e recomeçar. Nem sempre é do jeito que você queria ou esperava e muitas coisas que acontecem ao seu redor irão te surpreender.

A começar pelos amigos. Sabe aqueles que você considerava amigos do peito? Prepare-se: você vai se decepcionar. As coisas vão mudar! Queira você ou não.

Haverá uma nítida separação. Escolhas serão feitas, tanto por você como por eles. Esqueça! Nesse tipo de relação não há imparcialidade. 

Amigo que é amigo não fica em cima do muro.  Amigo que é amigo é solidário e toma partido de você. E lembre-se: quem não ficou ao seu lado não estará em nenhum momento com você. Isso pode até doer um pouco, mas vai passar. E passa, mesmo porque depois de certo tempo você percebe se as amizades eram sinceras e verdadeiras realmente (blá, blá, blá…rsrsrsrsrs).

E a gente acaba se questionando em quem pode realmente confiar, quem estará com você até o fim, aconteça o que acontecer.

Na verdade essas situações nos ajudam a fazer um “filtro” das nossas vidas. Repensar em tudo, nas palavras que ouvimos, nos contatos que tivemos e com quem realmente pudemos contar no momento em que mais precisamos.

Não se assuste: você poderá contar os amigos nos dedos das mãos! Conforme-se. A vida é assim. Apenas lembre-se de oferecer também seu ombro àquele amigo que te sustentou quando você mais precisou.

Par ou ímpar? Quem fica com quem?

1 Comentários

  1. Olá Vanessa adorei o texto!Parabéns pelo texto!Eu tenho uma opinião um pouco diferente,como por exemplo:eu tenho um casal de amigos,que se sapararam e sou amiga dos dois,eu acho complicado tomar as dores de ambas as partes,porque as situações só o casal sabe o que passa,posso concordar e não concordar,com ambas as partes afetadas!Um beijo pra você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Add to cart
AN