Novos avós, um brinde aos novos modelos de maturidade!

Imagem relacionada

Eu lembro com muito carinho dos meus avós e sempre cultivei o contato do meu filho com os seus. Como terapeuta de casal e de família, sempre estimulo o convívio de noras e sogras, e genros e sogros para que os netos tenham o máximo de convívio com os avós.

Minhas memórias são regadas de boas lembranças, de preparos para festejos com minha avó materna, de histórias de assombração com minha avó paterna, do cultivo da terra, de ter tomado gosto com os cheiros das folhas e frutos, de conhecer uma árvore pelo seu aroma… Sim, estes são alguns dos legados que recebi dos meus avós.

Muito se fala que amor de avós é amor de pais melhorado e que é o melhor remédio. Para mim tudo isto é poético, amor de avós é um amor passado a limpo, um sentimento maduro, a continuidade da nossa essência.

Temos o dia dos avós, que é 26 de julho, justo, pois nesta data os netos estão de férias. Quantas lembranças eu tive das minhas férias na casa dos meus avós, quantos momentos meu filho também viveu isto.

Enfim, minha gratidão aos avós, avós de sangue, avós de afinidade, avós adotados, sempre um presente termos avós por perto.

Imagem relacionada

Agora como sexóloga, meu recadinho para você, filho/a, nora, genro respeitem as escolhas dos avós, dos seus pais, principalmente se estão viúvos ou divorciados. Permitam que eles namorem novamente, apoiem suas novas possibilidades, não exijam tanto, tão pouco façam joguinhos emocionais. Aceitem os nãos, não precisamos colocá-los nos modelos pré-estabelecidos e acima de tudo sejamos gratos simplesmente pela sua existência.

Um brinde aos novos avós e a toda forma de amor!

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : Jéssica Mayara

0 Comentário

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.