Mães são todas iguais!

A gente briga, fica de mal. Eu sou daquelas mães que surtam de vez em quando. Dou uns gritos, mando recolher os sapatos que estão jogados na sala, arrumar os quartos, recolher a toalha molhada e claro, estudar e fazer a lição. Também ensino a ter responsabilidade e mostro a elas que a vida um dia apresenta as contas daquilo que você diz, que você faz ou deixa de fazer.

Reconheço os erros e ensino o melhor caminho a seguir apesar de saber que as escolhas serão sempre delas. E claro que elas também apontam minhas falhas e por mais doloridas que sejam, como mãe, sempre estou tentando acertar. Com elas eu aprendo todos os dias. Sim, os filhos têm muito a nos ensinar.

E depois de uma briguinha sempre tem a reconciliação. Afinal os conflitos servem para o nosso aprendizado e evolução.

E depois de um abraço, e até das lágrimas que muitas vezes derramamos, sentimos que juntas somos muito mais fortes e que o amor é capaz de superar tudo. E eu me sinto completa e realizada, com a certeza de que o melhor de mim, certamente vive nelas, assim como em mim, também estará sempre viva minha mamãe.

No fim a gente vê que tudo valeu muito a pena. Agradeço a minha missão. Ser mãe dessas duas princesas é uma dádiva divina. Presentes maravilhosos que Deus me deu. Tenho uma imensa gratidão! ❤

Fotos by @valentina_studio
Make by @stellamakeup.pro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Add to cart
AN