Gravidez depois dos 40 anos 

  1. Quais os riscos de uma gravidez depois dos 40 anos de idade – tanto para a mãe como para a criança?

“Para a mulher, a idade avançada está associada ao aumento na incidência de diabete gestacional, hipertensão específica da gravidez, abortamentos, prematuridade e distócia funcional, quando o trabalho de parto não evolui na velocidade esperada. Para o bebê, os riscos estão associados a alterações cromossômicas numéricas ou estruturais, como a síndrome de Down”, explica Gilberto da Costa Freitas, especialista em Reprodução Humana da Clínica de Reprodução Humana, de São Paulo.

O obstetra Adolfo Liao, do Ambulatório de Obstetrícia do Hospital das Clínicas de São Paulo, afirma que até 25% das gestações em idade materna avançada resultam em aborto. “Quando uma mulher com 20 anos engravida, a chance de ocorrer um aborto espontâneo é menor”, completa. A taxa de bebês nascidos prematuramente também é mais alta e chega a 15% devido a complicações como o diabete e a hipertensão.

“Todos são riscos reais, mas os avanços da medicina diminuem esses impactos nas mães e nos fetos com diagnósticos precoces”, complementa Mauricio Simões Abrão, ginecologista e obstetra da Universidade de São Paulo e diretor da clínica Medicina da Mulher .

Leia mais:

Fonte: 10 questões sobre a gravidez depois dos 40 anos | MdeMulher

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : mulheresdequarenta

1 Comentário

  1. Alessandro Selarin 21/10/2016, 9:42 pm comentar

    Olá muito bom este post, podemos dizer também, que um bom acompanhamento com nutricionista durante a gestação é bem recomendado.

    Já adicionei em meus favoritos!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.