Existe idade certa para mudar de profissão?

Por Gisela Campiglia

A crise política e econômica que estamos enfrentando tem como um de seus maiores reflexos o desemprego. As pessoas que estão empregadas vivem um clima de terror cada vez que é anunciada uma restruturação na empresa, porque na maioria das vezes o significado dessa reorganização é o corte de funcionários. Aqueles que permanecem na companhia acumulam funções e precisam manter o mesmo nível de desempenho, porém não recebem aumento de salário. Os demitidos entram em um processo de ansiedade profundo, pois tem medo de não conseguir uma recolocação no mercado de trabalho.

Que tal inovar? Sempre é tempo de repensar seus projetos profissionais, especialmente em tempos de crise.

“Você não precisa de uma empresa com 100 funcionários para desenvolver uma ideia”, essa frase é do bilionário Larry Page, fundador do Google. Em sua garagem, juntamente com um amigo de faculdade ele improvisou um escritório, hoje a empresa fatura mais de 70 bilhões de dólares por ano. Esse “milagre” também aconteceu com Mark Zuckerberg, que criou o facebook dentro de seu quarto no dormitório da universidade onde estudava. No setor de tecnologia há vagas de trabalho sobrando para engenheiros de sistemas, programadores, web designers e consultores em tecnologia, esses profissionais não ficarão desempregados no mínimo pelos próximos 10 anos. As Startups, que são o fruto de investimentos da iniciativa privada em parceria com pequenos empreendedores, revelam a tendência econômica do momento. Elas cobrem as necessidades atuais de mercado porque trabalham de forma ágil, criativa e com um organograma enxuto. Grandes empresas como o banco Itaú, a Telefônica e a Samsung já criaram polos de startups no Brasil para colher benefícios na forma de novos negócios. Se você tem vontade de atuar profissionalmente na era digital e não tem a formação necessária, estude, qualifique-se e crie uma solução para a situação de desemprego.

Não é apenas o setor de tecnologia que oferece oportunidades, na área de saúde a carência de profissionais é enorme. Além de médicos, farmacêuticos e dentistas, a função de cuidador de idosos tem um grande potencial de crescimento. A população brasileira está vivendo mais tempo, se você gosta de cuidar de pessoas, esse é um setor de trabalho que tem uma demanda progressiva.

Alguns cursos técnicos também oferecem emprego imediato, técnicos em meio ambiente, construção civil, segurança no trabalho e mineração estão sendo procurados no mercado. Caso você se identifique com alguma dessas áreas a oportunidade de trabalho está a sua espera. No entanto, não adianta nada estar bem informado sem estar formado, invista em sua qualificação profissional e garanta sua vaga de emprego. Com o uso da internet e a globalização, hoje em dia o mercado de trabalho não se restringe somente ao país onde você mora, o mercado de trabalho atual é o mundo todo. No conforto da sua casa pesquise as soluções, os produtos e serviços utilizados em outros países que podem ser implementados no Brasil, seja um visionário e transforme-se em microempreendedor.

Devido a urgente necessidade de preservar o planeta, no futuro a bioeconomia vai dominar o mundo. Mude de área profissional, torne-se um dos pioneiros da nova economia, em pouco tempo todas as empresas terão que aderir ao desenvolvimento sustentável.

Não existe idade para você decidir mudar de profissão, existe a época certa para você mudar sua atuação profissional. O cenário de crise força as pessoas a ampliarem seus interesses e habilidades, busque o desenvolvimento de suas competências e faça da crise uma grande oportunidade de evolução. A solução para a sua situação de desempregado está relacionada à disposição que você tem para encarar novos desafios. Seja como free lancer, empresário ou funcionário, o seu retorno para o mercado de trabalho depende da sua dedicação e capacidade de inovar.

Gisela Campiglia

Formada em psicologia, física quântica, bioenergia e metafísica. Trabalha com desenvolvimento pessoal, promove palestras, escreve artigos e é colunista do Mulheres de Quarenta.

Compartilhe este Post!

Sobre o Autor : mulheresdequarenta

0 Comentário

Deixe um comentário

Seu e-mail não será exibido.