Tudo no lugar em 2018

 

Por Silvia Sorrentino e Karine Rodrigues

A organização não é só “arrumar” uma gaveta ou um armário, organizar significa ganhar tempo, saber o que se tem, o que não se tem, o que se usa ou o que não combina mais com a pessoa que você é hoje !!

A organização não é só manter as coisas externas, os objetos no lugar, é colocar a cabeça e o coração em ordem, gosto muito de uma teoria que diz : “o que esta fora esta dentro !” … pense nisso.

Para começarmos 2018, organizando de verdade, vamos a algumas dicas que podem ser valiosas e tornar seu ano novo … NOVO !!

 

Dica 1 – DESAPEGANDO – já ouviram muito isso : Menos é Mais … pois bem, o que isso significa de verdade : não posso comprar mais nadaaaaaaa !!!!! nada disso … significa ter coisas que combinam com você, que são uteis, que fazem você se sentir bem, feliz, linda(o) !! para isso, arrume um tempo, será uma vez só, vista tudo, prove, experimente, se olhe no espelho, se admire e seja honesta, olhe-se como se fosse outra pessoa olhando pra você e aí diga : combina com essa pessoa, serve adequadamente (se sentir bem é tudo, nem que seja uma simples camisetinha !!), se a resposta for “sim” separe, se a resposta for “não” … desapegue, vá separando para doar, vender, sei lá … mas a única coisa que peço é : não coloque de volta no guarda roupa, tenha coragem !! você pode !!

Depois que provou e fez as pilhas do fica – não-fica :

  • O que não fica: deve sair imediatamente, uma caixa, umas sacolas, enfim, nada disso deverá voltar para o lugar original (gaveta, guarda roupa, enfim!), se a decisão for doar (tem muita gente precisando!) coloque no carro, se for vender, não perca muito tempo, faça as fotos e anuncie !!
  • O que fica: antes de escolher um lugar para guardar, verifique se não tem peças iguais, ou seja, 10 camisetas brancas, você não precisa de 10, certo?, faça a reavaliação, e para o que for realmente ficar … vamos a próxima dica …

Dica 2 – HIGIENIZAR – muitas de nós não gostamos nada nada de “faxina”, mas lembre-se que isso é para começar o ano muito bem ! coragem … vamos lá … pegue um recipiente plástico coloque agua morna com um pouco de vinagre (qualquer um) e dois panos limpos, um para molhar na agua e passar na gaveta e no armário, o outro para secar bem … não deixe o local molhado, deixe ventilar antes de colocar as peças de volta. Para que isso? Tirar cheiros, prevenir insetos, essa é uma pratica simples que pode ser feita duas ou três vezes por ano ! Você vai gostar!

Dica 3 – MATERIAIS ADEQUADOS – hoje existem muitas opções de itens para ajudar a organizar e também trazer charme e beleza para seus espaços, são cestas, separadores, cabides, tem muitas coisas, lojas especializadas vão te ajudar!!

Cabides iguais – escolha cabides da mesma cor, mesma espessura, mesmo diâmetro, que sejam adequados ao seu armário, não devem ser grandes demais pois pode impedir o fechamento das portas, não devem ser “grossos” demais para não ocuparem muito espaço desnecessariamente.

Existem Cabides de cintos, de lenços, de gravatas, muitas opções mesmo!

Separadores – hoje existem muitas opções de organizadores de lingerie, de meias, de gravatas, de talheres, nossa … posso escrever horas aqui … veja o que mais se adequa a seu gosto e bolso e se joga, sem exageros … risos …

Dica 4  – TUDO NO LUGAR – agora que vc já sabe o que vai ficar, o que combina com vc, que tudo esta higienizado, que tem itens para te ajudar a organizar, vamos colocar no lugar !!

Verifique quantas gavetas vc tem e o que acredita que ficaria bem alocado lá, camisetas, lingerie, pijamas, shorts, bermudas, regatas, coisas que não necessariamente precisem de cabides, isso tudo vai depender do espaço que vc tem disponível, muitas gavetas e poucos cabideiros, ou vice e versa … enfim … olha com calma o que vc tem disponível !!

Dobre as camisetas e faça a pilha, dobre os shorts e empilhe, vá fazendo isso com as peças da mesma “família” … uma forma de dobrar que pode ajudar é o “rolinho” …dobre a peça e depois em uma superfície reta faça um rolinho, pode colocar um ao lado do outro na gaveta, e até um sobre o outro. Isso otimiza espaços e te dá uma visão bem ampla do que esta dentro da gaveta.

Roupas para os cabides, camisas, calças, vestidos, saias mais longas, tecidos de seda*, blazers.

*Para as peças de tecidos finos, vc pode colar um feltro no cabide, isso evita que a peça escorregue e saia do cabide.

Importante: uma peça por cabide, nada de embolar um monte de peças no mesmo cabide, além de dificultar a localização de peças, fica muito feinho, né ?!.

Temos muitas dicas práticas, úteis pra arrumar toda a casa !! mas por hoje é só !

Agora vc já tem um closet/armários/gavetas que esta a sua cara, só com coisas que combinam com vc, limpinho e lindo !!

Feliz 2018 pra nós!!

 

Para mais informações, consultoria virtual ou presencial, contate-nos: organizese@hotmail.com

Silvia Sorrentino e Karine Rodrigues

 

Perdão

Por Vanessa Palazzi

Talvez seja essa uma das práticas mais difíceis que temos. Sim, porque como seres humanos somos passíveis de erros e muitas vezes nos sentimos cheios da nossa razão.

E vamos confessar que não é nada fácil admitirmos os nossos próprios erros. Quantas vezes responsabilizamos os outros pelas nossas dores e nos colocamos de vítimas das circunstâncias?

Isso é fato.

Mas nos tornamos melhores quando conseguimos refletir sobre os acontecimentos, quando reconhecemos os nossos próprios erros, e mais ainda, quando conseguimos perdoar aqueles que, de alguma forma, nos ofenderam, nos machucaram ou nos magoaram.

Quem nunca experimentou o perdão, não sabe o quanto ele é libertador.

Quando você consegue perdoar, você para de remoer lá dentro aquilo que te machuca, que te fere e que te consome. Fácil? Nem sempre.

O perdão é um exercício que depende exclusivamente de você, das suas vontades e das suas escolhas. E como você é o autor da sua própria história, decida se você prefere seguir em frente ou viver amargurado.

Peça perdão. Perdoe! Vale a pena!

Um beijo,

Vanessa Palazzi é jornalista, advogada e idealizadora do Mulheres de Quarenta.

 

 

Retrospectiva de 2017

Você já parou para pensar que todos os anos é sempre a mesma coisa? Você faz uma reflexão sobre o ano que passou, lamenta-se de muitas coisas e cria um milhão de expectativas para o ano que se aproxima. É ou não é?

A grande verdade é que sempre estamos esperamos por alguma coisa. Nem sempre estamos felizes com aquilo que temos.  Queremos sempre mais. Quantas vezes nos colocamos de vítimas das circunstâncias e achamos que os nossos problemas são maiores do que os dos outros?

É claro que todos nós passamos por momentos difíceis e isso é totalmente compreensível. Uma briga de família, um rompimento inevitável de um relacionamento, um filho com problemas na escola, uma doença repentina, a perda de um ente querido, a traição de uma amiga, a perda de um emprego, a instabilidade financeira, e tantas outras atribulações que temos no dia a dia.

Não é fácil. Aprender a lidar com essas dificuldades é o nosso grande desafio.  E é claro que eu também passo por tudo isso. Sou uma mulher imperfeita que quer se aperfeiçoar a cada novo dia.

Eu busco forças no abraço que as minhas filhas espontaneamente me dão quando chego do trabalho, no telefonema da minha mãe na manhã em que estou mais atribulada. No coração que recebo repentinamente do meu marido no celular. Nas mensagens que as amigas carinhosamente me enviam, nos incentivos que as seguidoras do Mulheres de Quarenta diariamente postam nas redes sociais, nos elogios que inesperadamente recebo da moça da limpeza, nos abraços sinceros – e demorados – e nos beijos estalados.

Este ano eu ri de mim mesma, fui feliz, realizei muitas coisas, construí, desapeguei, rompi. Eu cai e me levantei. Eu me reergui.  Aprendi com todas lições que a vida me deu. Decepcionei-me com alguns e, ao invés de virar a página, joguei alguns livros fora.

Eliminei da minha vida tudo aquilo que eu não queria mais. Fiz as minhas escolhas e, por mais doloridas que possam ter sido, não me arrependo de nenhuma delas. Eu me permiti chorar quando estava triste. Sempre encontrei um ombro amigo para me amparar.

Eu me aproximei mais de Deus. Estamos em comunhão a todo momento. Deus vive dentro de mim e meu canal de comunicação é direto com Ele.

 

Eu não plantei uma árvore, mas escrevi um livro. Abri minha própria empresa, fiz  meu primeiro encontro fora de São Paulo, aumentei meu rol de amizades, vou conhecer a Espanha e farei um encontro em Portugal.

Sou uma mulher que se alimenta de seus sonhos. No ano que vem, vou seguir em frente e agradecer por cada novo dia.

E que venha 2018 com muitas boas notícias pra mim e pra você!

Bora ser feliz!

Um grande beijo e minha gratidão a todas vocês que me seguem aqui no Mulheres de Quarenta!

Vanessa Palazzi

 

 

 

Gratidão

Por Vanessa Palazzi

E você, sabe qual é o verdadeiro sentido da palavra gratidão?

Gratia, palavra de origem no latim, significa graças ou gratus que se traduz em agradável. Assim, entende-se por gratidão o fato de ser grato por algo que a vida nos dá, ainda que não seja exatamente aquilo que estamos esperando.

Ser grato é um exercício que deve ser praticado diariamente e que pode te ajudar a mudar algumas situações conflitantes.

Quantas vezes você já pensou em desistir de alguma coisa?

Nesse momento, é importante que você pare para pensar e reflita sobre o que está ao seu redor. Muitas vezes nos colocamos de vítimas e não conseguimos enxergar as lições que determinadas situações podem nos deixar.

Avalie os pontos positivos da situação que você está vivendo e pense nos aprendizados que você recebeu. Quando você muda o seu jeito de encarar determinadas situações, você alivia o peso que muitas vezes carrega em suas costas.

A gratidão nem sempre te fará imune aos problemas, mas te deixará muito mais forte para lidar com eles.

Seja grato! Vale a pena!

Vanessa Palazzi é jornalista, advogada e idealizadora do Mulheres de Quarenta.

Encontro do MQ no Rio de Janeiro

 

Finalmente nosso primeiro encontro na cidade maravilhosa! Viva o RIO DE JANEIRO!

Quero contar com a presença de todas as cariocas neste dia super especial onde vamos nos conhecer e fazer novas amizades.

Esse local maravilhoso foi escolhido a dedo pelas nossas amigas e parceiras do Atelier de Viagem, a Samantha Lucidi e Talita Furtado que estarão lá comigo para receber todas vocês!

QUEM VEM COM A GENTE?

O hotel boutique Santa Tereza, fica na região central do Rio de Janeiro e é um local incrível com uma vista maravilhosa.

Nosso encontro acontecerá no Bar dos Descasados, a partir das 17h.

E para que possamos degustar as delicias cariocas, pelo valor de R$ 50,00 + taxa, vamos ter direito a uma caipirinha por pessoa e durante o nosso evento serão servidos pastéis e chips de batata baroa. As comandas são individuais e o pagamento será feito no próprio local.

PAPO BOM, ALEGRIA, BOAS RISADAS eu garanto pra vocês!

Já estamos providenciando brindes e presentes para vocês!

BORA, MULHERES DE QUARENTA CARIOCAS?

Um beijo,

Vanessa Palazzi

Acesse o site para ver mais informações sobre esse lindo hotel: www.santateresahotelrio.com

 

Empreendedorismo Feminino

O primeiro a gente nunca esquece!

Olá, meninas e meninos! Estou muito feliz de participar como uma das coautoras do livro “Empreendedorismo feminino – transformando ideias em negócios, modelos e práticas” ao lado de outras 27 mulheres que estão à frente de suas carreiras, empresas e famílias.

Mulheres que não se abalam diante dos problemas e enxergam nos momentos de crises oportunidades de crescimento!

Assim como eu, essas mulheres compartilham suas histórias de vida, suas crenças, suas opiniões a respeito de fatos cotidianos, seus maiores desafios e suas conquistas.

Elas mostram que uma mulher está sempre disposta a enfrentar as situações desafiadoras, sem perder o equilíbrio.

Em 25 capítulos, o público poderá encontrar fortes características de mulheres que quebraram padrões limitantes e venceram barreiras para construírem suas carreiras e alcançarem seus sonhos.

“Empreendedorismo feminino” é mais que um livro é uma fonte riquíssima de investimento e empoderamento para as pessoas que desejam conquistar seus objetivos.

Quero contar com todos vocês lá, na Livraria Cultura do SHOPPING IGUATEMI, dia 17 de novembro, sexta-feira, a partir das 19h.

É um momento muito especial para mim e estou muito feliz de poder compartilhar com todas vocês mais esta conquista! VAMOS COMEMORAR JUNTOS!

O prefácio é da Priscilla Aducca criadora do “Mulheres que Inspiram”.

As coautoras são: Gabriella Casério, Carina Bezerra, Vanessa Palazzi, Catrini Caminski, Marcia Borba, Juliana Aloise, Suellen Campanhola, Luciana Rojo, Débora Rodrigues, Juliana Fênix, Viviane Almeida, Vitória Xavier, Camila Arraes, Andréia Mesquita, Cristiane Senna e Isabela Sales, Raíssa Viana, Rúbia Arce, Francielle de Castro, Deise Tomazel, Ana Cláudia, Mari Ferreira, Kenya Dielhl, Denice Santiago, Juliana Magnanti, Idi Esteves, Daniela Daitx e Tatiana Santiago.

Te espero lá!

Um beijo!

Vanessa Palazzi

Vítimas do amor doentio

Meninas! Durante esse mês tratamos de um assunto muito importante com a nossa colunista Gislene Teixeira: os psicopatas do coração. Nos textos Psicopatas do Coração, Loucuras de Amor e Meu malvado favorito, pudemos conhecer um pouco mais sobre essa realidade que está presente em muitos relacionamentos. Muitas mulheres ainda vivem aprisionadas em relações doentias e muitas vezes nem se dão conta disso.

Para que você não caia nessa, preste atenção no perfil de mulheres que podem facilmente se envolver com homens psicopatas.

Quem são as vítimas do amor doentio?

Mulheres carentes, com baixa autoestima, que mendigam por atenção, afeto, carinho.

Não sabem ou têm dificuldade em dizer que “não”, até mesmo pela autoestima comprometida.

São mulheres emocionalmente fragilizadas, o psicopata é 100% racional, imagina o que acontece se ele encontra uma pessoa emocionalmente fragilizado, carente e com autoestima baixa.

Ele busca as fraquezas da vítima, no momento de perdas, divórcio, viuvez e problemas em geral.

Ele quer usar a vítima apenas para ter prazer ou vantagens de poder ou financeiro, quer te fazer sofrer, porque a vida dele é sem nenhuma emoção e seu sofrimento traz vida e aventura para ele.

O que fazer?

Denuncie!

Gislene Teixeira – Pós-graduanda em sexologia pela FMABC – Faculdade de Medicina do ABC, Gestora Estratégica em Capital Humano, Especialista em Capital Erótico, Pós-graduada em Neurociências, Gestora Estratégica em Escolas, Graduada em Letras, Coach de relacionamento, Pratictioner em PNL, Palestrante e Produtora de Conteúdo online.

Meu malvado favorito

 

Na semana passada, a nossa colunista Gislene Teixeira no texto “Loucuras de Amor” descreveu exatamente como funciona um relacionamento com um homem psicopata e todas as chantagens que ele pode fazer para se vitimizar e ainda por cima culpar a mulher pelos fracassos do relacionamento. Hoje você vai conhecer os estágios de atuação e um psicopata. Aprenda sobre esse assunto que é muito mais comum do que você imagina.

É…ninguém sabe o que se passa entre quatro paredes!

“Os três estágios de atuação do psicopata do coração

  • Bombardeio de amor

Ele vai te mandar email, mensagens, te telefonar, dar presentes, levar para passear,mandar flores, te Seduzir e te conquistar.

  • Desvalorização

Agora ele já te seduziu, te conquistou, já te tem em suas mãos e já colheu  todas as informações que ele precisava a seu respeito para poder te manipular e  até te chantagear, sabe exatamente quais são seus pontos fracos e isso é tudo o que ele precisa. Agora ele vai começar a te desvalorizar e assim vai te deixar muito confusa e se perguntando: O que aconteceu com você? Por que ele não te quer  mais como antes? Será que você perdeu seus atributos, os mesmos que acabaram de conquista-lo? Será que você fez alguma coisa errada? Algo que o tenha de fato chateado ou magoado? E todos esses “serás” te tirarão a paz.

  • Descarte

Nesta fase ele já conseguiu o que queria, pode ser bens, dinheiro ou apenas diversão e você não tem mais nenhuma utilidade para ele. Nesta fase, a vitima se desespera, não se conforma, se sente abandonada, descartada e corre atrás dele, e ele faz você se sentir ainda pior e seu sofrimento e humilhação só aumenta o prazer dele, que é simplesmente se divertir com seu desespero, afinal , ele não sabe o que é empatia, logo, jamais se solidarizaria com você.

Ele se sente realizado quando consegue transformar pessoas fortes, seguras, brilhantes, inteligentes em “restos humanos”,  ver a vitima como um farrapo humano, se humilhando, chorando, implorando por atenção, carinho, amor, perdão por algo que ela nem sabe o que é, mas que é preciso nesse momento para receber os farelos que ele vai jogar para você.

A realização dele é total quando ele vê seu desespero e te vê sozinha, pois ele te afastou de sua rede de proteção e amparo e então você tem que pedir ajuda á mesma pessoa que te faz sofrer, ele mesmo. Ele  é sua dor e salvação, remédio e veneno. É nos braços dele que você vai chorar e ele vai enxugar suas  lágrimas e esse ciclo se perpetuará até que essa relação de fato termine.

Ele está te matando aos poucos. Você está morrendo em vida, definhando emocionalmente a cada dia, está morta por dentro. E então  no auge do seu desespero ele vai te dizer: Vem, deixa eu cuidar de você, esta é uma das frases que os psicopatas do coração mais usam.

A vítima fica desacreditada de si mesma, perde a noção, e assume  toda a culpa de algo que ela nem sabe ao certo o que aconteceu. Acredita que de fato ela perdeu um homem maravilhoso e o  único que a amou e que queria cuidar dela, que ela nunca foi tão feliz em toda sua vida, e que todo esse amor e felicidade realmente foram proporcionados por ele.

Gislene Teixeira – Pós-graduanda em sexologia pela FMABC – Faculdade de Medicina do ABC, Gestora Estratégica em Capital Humano, Especialista em Capital Erótico, Pós-graduada em Neurociências, Gestora Estratégica em Escolas, Graduada em Letras, Coach de relacionamento, Pratictioner em PNL, Palestrante e Produtora de Conteúdo online.

Viva mais feliz

Por Gisela Campiglia

O excesso de responsabilidades das mulheres modernas resulta em um alto nível de estresse diário. Criar novos hábitos para aumentar nossa qualidade de vida irá evitar a necessidade de realizar muitas consultas medicas. Comece aplicando uma dica por dia, depois inclua as demais. Com o tempo, esses novos hábitos positivos farão parte do seu comportamento, os frutos irão refletir em seu bem-estar e nível de felicidade!

Saia da rotina!
Procure fazer algo novo, pode ser alguma coisa simples. Comer algo diferente, fazer um novo trajeto para ir ao trabalho, mudar o corte de cabelo. Mas, se possível, viaje para algum lugar que você não conheça, ou comece a fazer aquele curso que você sempre deixa par depois. Sinalize para o universo que você esta aberto para o novo.

Agradeça mais e reclame menos!
Reclamar da vida só aumenta o seu nível de estresse. Ao acordar faça uma prece de agradecimento, pela vida, pela família, pelo trabalho, por tudo que você tem. A sintonia da gratidão sinaliza ao universo que somos merecedores, assim você atrairá mais bênçãos em sua vida.

– Sorria para si mesmo!
As pesquisas mostram que quanto mais sorrimos, mais jovens ficamos. Não se cobre em excesso, tenha consigo a mesma paciência que você tem com uma criança. Como diz o ditado “rir é o melhor remédio”. Quando alguma coisa der errado, não se irrite. Procure mudar para uma sintonia positiva, desvie o pensamento para uma lembrança engraçada; agindo assim tudo se resolve da melhor forma.

– Valorize-se, admire seu sucesso e conquistas!
Quando não valorizamos as boas coisas que conquistamos, o universo entende que não deve mais enviar oportunidades de realização em nosso caminho. Nunca deixe um acontecimento bom sem comemoração. Essa é uma falha que às vezes cometemos, desta forma limitamos as bênçãos que podem ser encaminhadas em nossa vida.

– Faça algo só para você, pelo menos uma vez na semana!
Reserve um tempo sagrado na semana para dar-se um momento de prazer, faça algo que você sabe que lhe faz bem. Pode ser uma massagem, ler aquele livro especial, ou mesmo apenas escutar seu cd favorito. O importante é que seja sem interrupções, para que você possa refazer suas energias. Cada um sabe o que pode lhe tocar a alma.

Com boa vontade, mas sem auto cobrança, coloque em pratica essas dicas uma a uma; com o tempo elas se transformarão em um habito muito positivo que irá resultar no aumento de sua qualidade de vida.

Um beijo pra você e até a próxima!

Gisela Campiglia

Abertura Oficial do Outubro Rosa

Nós, do Mulheres de Quarenta, apoiamos o evento Outubro Rosa, uma campanha de conscientização para alertar as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

O evento, que acontecerá na Assembleia Legislativa é uma iniciativa do Deputado Celso Nascimento e da Deputada Clélia Gomes, em parceria com o Mamas do Amor e Amor em Mechas.

Vamos contar com a participação de médicos ilustres, psicólogos, e mulheres que estão engajadas nessa linda campanha.

Durante o evento, vamos ouvir as palestras da Dra. Albertina Duarte Takiuti, da Tabatha Moraes, do Mulheres que Decidem, da Marta Lívia Suplicy, da LIBRA – Liga das Mulheres Eleitoras do Brasil, entre outras personalidades de destaque.

Contaremos também com a presença da linda e talentosa cantora Paulah Gauss ShowWoman

Confirme sua presença pelo telefone 11 – 3886-6083 ou pelo email: imprensacn@gmail.com

PARTICIPEM!

Estarei lá para receber todas vocês!

Beijos,

Vanessa Palazzi

Dependência afetiva

Ah as mulheres!!! Somos muito mais emoção que razão. Somos todo coração e nos entregamos de corpo, mente e alma em um relacionamento. Você deve estar se perguntando: Mas isso é ruim? Pode ser que sim, pode ser que não. Como tudo na vida é preciso ter equilíbrio e assim também acontece quando o assunto é amor e afetividade.  Principalmente em início de relacionamento, que delícia que é, não é mesmo? Tudo cor-de-rosa, um verdadeiro conto-de-fadas, mas como manter essa chama acesa, esse colorido tão vivo e não se deixar envolver na catastrófica dependência afetiva?

Simples, ame, aproveite, curta, sonhe, viva intensamente o que de mais precioso busca – o amor e a felicidade. Apenas cuide para somar, compartilhar, agregar e não apenas se doar por inteiro e se tornar uma refugiada em coração alheio. Ou correrá o risco de transformar os dias esperados de lua-de-mel em dias intermináveis de lua-de-fel.

São observações simples, porém pontuais a serem vivenciadas. Lembre-se, é condição sine qua non  que seu relacionamento seja saudável, prazeroso e leve. Para Isso, você precisa ter como premissa que você é responsável por sua felicidade. Jamais, em hipótese alguma, terceirize sua  felicidade.

O caso de amor mais importante e inesquecível da sua vida, chama-se – amor-próprio. É de suma importância que antes de amar o outro, você ame a si mesma. A gente só pode dar aquilo que a gente tem. Se esses princípios básicos forem negligenciados, você estará prestes a se colocar às margens em seu relacionamento, isto é, abrindo espaço para criar a dependência afetiva. Exigindo do outro, o que é sua responsabilidade no relacionamento. Se esse comportamento se fizer presente, os resultados estarão trafegando na contramão do amor esperado e do relacionamento idealizado.

Relacionamento saudável requer investimento de ambas as partes, se apenas uma das partes investir 100%, alguém será dependente e essa “conta” simplesmente não vai fechar. Pessoas se relacionam para serem felizes e isso é tudo o que realmente importa.

Gislene Teixeira é pós- graduanda em sexologia – FMABC – Faculdade de Medicina do ABC, coach de relacionamento e consultora erótica.

Casa comigo?

Quem nunca sonhou em encontrar um parceiro para a vida toda? Desde que comecei o blog Mulheres de Quarenta escrevo sobre relacionamentos e vejo muitas mulheres à procura de um par ideal. E agora, neste workshop incrível com a Life Coach, astróloga, numeróloga e atleta Ana Rezende você vai aprender a tomar as rédeas da sua vida e encontrar, a qualquer tempo, o homem da sua vida. Que tal? Para começar, faça essa pequena reflexão!

 Você se casaria com você mesma? Como anda sua energia de 1 a 10?

Você é capaz de iniciar relacionamentos?

Você é capaz de atrair e manter relacionamentos? A que preço?

Nunca é tarde para encontrar o seu par perfeito!

Mas você acredita que existe par perfeito?

Iniciar relacionamentos pode ser fácil, mas atrair e manter bons relacionamentos pode se transformar em uma bela ‘saia justa’. O sucesso na construção deste complexo quebra-cabeças é o resultado da combinação equilibrada entre dar e receber, compartilhar e parceirizar.

Imagine um bom relacionamento como dois que caminham juntos em um trilha que leva ao alto de uma montanha! High energy, mountain high! Para isto serve manter o fluxo de energia alto e constante, trilha acima!

É um delicado equilíbrio instável, que só pode ser mantido com força de vontade dinâmica.

Neste Workshop de 4 quatro horas você vai ter a sua disposição um ‘time’ integrado de campeões: Numerologia, Astrologia, Yoga e Esporte.

Juntos, vão ajudar você a se compreender melhor e a refletir sobre as perguntas:

-em que ponto da ‘trilha’ você está hoje, que tipo de parceiro você está atraindo?

– você está subindo ou descendo a montanha? Como reverter o fluxo?

-como manter a moral em alta durante a ‘subida’?

-como atrair o par perfeito?

A facilitadora deste Workshop é a Life Coach, astróloga, numeróloga e atleta Ana Rezende, que desceu as colinas de Assisi na Itália, aonde mora em um retiro de yoga e meditação e está em São Paulo. Empodere-se, comece a tomar as rédeas dos seus relacionamentos!

Seja feliz em primeiro lugar!

Encontre a pessoa certa, em qualquer momento da vida!

A decisão é sua!

INSCREVA-SE AGORA!

Curso Casa Comigo:
Data: 27/04/2017
Horário: 18h às 22h
Local: Rua Cláudio Soares, 72 – Conj 218 – Pinheiros – São Paulo/SP
Especialista: Ana Rezende
Contato: 11 4280.7100 (falar com o Thiago)
Site: http://www.anarezendecoach.com/

Entenda e ajuste sua energia para você encontrar a pessoa certa, aquela parceria para toda a vida.

Cavalheirismo é sim elegante, e elas gostam!

Ao contrário do que pode se pensar, cavalheirismo é sim elegante e elas gostam! É sempre admirável se deparar com homens que carregam esse valor.

Normalmente é algo natural, espontâneo. A gente sente quando parte de uma iniciativa própria e de atenção com a mulher.

Um homem cavalheiro sabe respeitar, atender aos cuidados, é observador e sabe como agradar e valorizar a mulher, sem precisar que ela lhe chame atenção pra isso.

Cavalheirismo é algo a ser resgatado senão, mantido diante dessa estranha confusão nos relacionamentos, quando as mulheres se tornaram mais independentes e tomaram à frente dos encontros e pedidos de namoro.

Em meio ao também “amor virtual”, ainda se espera atitudes espontâneas e orgânicas dos homens, e não só no lance da conquista, sempre.

Leia mais: Cavalheirismo é sim elegante, e elas gostam!

Felizes sejam todos os nossos dias

“Dia Internacional da Mulher

Por Gisela Campiglia

Neste artigo especial, em homenagem ao dia internacional da mulher, trago uma reflexão sobre o comportamento da mulher moderna. Meu objetivo é ajudar as mulheres em sua atuação dentro da sociedade de hoje, sem que ela perca sua preciosa feminilidade.

Analisando a valorização do feminino na história da humanidade, observo que o  homem pré-histórico, apesar de ser chamado de primitivo, admirava a fertilidade feminina, considerando a mulher um ser sagrado devido a sua capacidade de geração. A religião wicca, que é considerada pagã e existe até os dias hoje, confere a mulher uma posição importantíssima, pois ela é a personificação da grande mãe natureza. No taoísmo, Deus é designado o Todo, ao mesmo tempo yin e yang, destacando a igualdade de importância e a complementação entre o gênero masculino e o feminino. Religiões politeístas da antiguidade, como as praticadas no antigo Egito, Grécia e Roma, também incluíam Deusas em seu panteão sagrado. Foi com o surgimento das religiões monoteístas, e a qualificação de Deus como masculino, que a Mulher passou a ser classificada como elemento secundário.

A crença de que a mulher é inferior ao homem esta presente no inconsciente coletivo, desta forma, sem aperceber-se disto, há mulheres que procuram seu devido reconhecimento tentando ser iguais aos homens. Uma triste confusão, porque o feminino é complementar ao masculino e não igual.

Dispensar explicações sobre as diferenças entre os sexos opostos parece algo desnecessário, mas, analisando a prática comportamental feminina nos dias de hoje, percebemos que uma boa parte das mulheres esta lutando contra seu sistema hormonal, e atuando de forma masculinizada. O sistema límbico cerebral da mulher é mais desenvolvido que o do homem, desta forma, ela produz em maior quantidade a ocitocina, também conhecida como o hormônio do amor. Esse hormônio é um mensageiro que estimula a formação do leite materno, também associado às emoções e ao comportamento da mulher. Enquanto a natureza masculina é mais vinculada ao combate, a objetividade e ao poder. A mulher é mais complexa, acolhedora e amorosa. Sendo uma cuidadora em essência, tem facilidade em gerar vínculos sociais afetivos. Também é portadora de uma sensibilidade extraordinária, conhecida como intuição. A natureza feminina inclui a habilidade de realizar várias tarefas ao mesmo tempo, ela é multidisciplinar. Em decorrência de sua característica maternal, a qual exige a capacidade de escutar, entender, acolher e solucionar os problemas de seus filhos; a mulher é uma competente comunicadora e mediadora. A pertinente busca da mulher por sua valorização deve continuar, mas, seu modelo de atuação deve ser estruturado com base em sua feminilidade.

Na área profissional, o conjunto de habilidades necessárias para exercer cargos de liderança nas empresas, vai de encontro as capacidades naturais da mulher. O grande líder da atualidade escuta, entende e motiva seus subordinados, é um cuidador. Precisa realizar multitarefas e tomar suas decisões considerando o aspecto racional e o intuitivo. Não é copiando o modelo profissional masculino, e reprimindo suas características de fêmea da espécie humana, que a mulher alcançará o sucesso. Ao reprimir sua própria identidade, a mulher pratica violência contra si mesma.

A solução para a mulher moderna é fazer as pazes com o feminino, assumindo a Deusa que há dentro de si. Recuperando a valorização de sua natureza feminina, a mulher pode utilizar seus preciosos atributos na busca de sua realização. A mulher é uma mensageria do amor na terra, mãe dedicada, geradora de famílias, ideias e negócios. É com aquele jeitinho feminino que mulher pode conquistar o espaço que tanto deseja.

O mundo precisa de amor para se tornar um lugar melhor! Vamos fazer a nossa parte e conquistar nosso espaço sagrado, atuando através da Deusa que existe em cada uma de nós!”

FELIZES SEJAM TODOS OS NOSSOS DIAS

Um beijo meu e outro da Gisela Campiglia!

 

 

As sete vidas das Mulheres de Quarenta

Eu confesso. Já morri de amor algumas vezes. E morri de “morte morrida” mesmo. Daquele jeito que você chega a desfalecer de tanta dor. Sim, e como dói! Mas afinal, quem nunca sofreu por amor?

Só quem já amou de verdade e se doou numa relação sabe do que estou falando, porque, queira ou não, se não há dor quando a relação chega ao fim, é porque já não era amor. É inevitável. A sensação de perda, do fracasso de uma relação que não deu certo é um tanto quanto dolorida. Alguns lidam melhor com esse sentimento, outros não.

Apesar de toda a sublimidade do amor, nem sempre ele é correspondido como gostaríamos que fosse. Às vezes você se doa muito mais do que o outro e cria expectativas que te fazem sofrer. Esperar que o outro se manifeste da mesma forma que você na relação é um erro primário para quem quer se aprimorar na arte de amar.

Isso não quer dizer que ambos não possam se comportar de maneiras diferentes na relação. Você pode, por exemplo, ser mais carinhosa que o seu parceiro, mas ele pode verbalizar o amor muito mais do que você. O importante é que ambos tenham os mesmos objetivos. Opostos nem sempre se atraem no amor. Os dispostos, ah…, esses sim estão fadados a ter sucesso nas relações.

O fato é que ninguém nunca está preparado para sofrer. Não se entra numa relação apostando que não dará certo. Se assim fosse, milhares de casamentos nunca seriam desfeitos. Por outro lado, se não corrermos o risco de viver novas experiências, seja por traumas do passado ou pelo medo de sofrer, nunca mais vamos poder experimentar as dores e as delícias de se amar alguém. E como nós, Mulheres de Quarenta, temos sete vidas, já sabemos que o tempo é o melhor remédio para superar a dor de um amor.

Eu desejo que você seja muito feliz! Boa sorte no amor!

O maravilhoso cérebro da mulher depois dos 40

O cérebro de uma mulher depois dos 40 é fantástico. Cada ano de sua vida atua como um fertilizante das conexões neuronais, o que, por sua vez, supõe novos pensamentos, emoções e interesses.

Como já sabemos, dado que sobre seu cérebro acontecem constantes mudanças durante toda a sua vida, a realidade de uma mulher não é tão estável quanto a de um homem.

Nesse sentido, costuma-se dizer que a realidade neurológica de um homem é como uma montanha que vai gastando de maneira imperceptível as geleiras, o tempo e os profundos movimentos tectônicos da terra. Entretanto, a realidade de uma mulher é associada mais ao clima, constantemente mutante e difícil de predizer.

Portanto, se o cérebro da mulher é capaz de mudar a cada semana, imaginemos o que causa toda uma vida de mudanças hormonais.

LEIA MAIS: O maravilhoso cérebro da mulher depois dos 40

 

Impotência sexual

sexo_min_cbcd-1382580

Falar desse assunto não precisa ser exclusividade dos homens, porque muitas mulheres sofrem com a disfunção sexual dos parceiros e isso pode afetar muito o relacionamento a dois. Os homens sentem-se fracassados e, muitas vezes, entram em depressão. As mulheres, por sua vez, podem achar que o problema é com elas. Veja o que diz a sexóloga Lelah Monteiro sobre essa questão e a recomendação que ela dá para quem passa por esse problema.

“A disfunção erétil é muito mais comum do que se pensa. Todo homem irá falhar pelo menos uma vez na vida, segundo a Associação Brasileira de Urologia. Relaxe: você não está sozinho! Milhões de homens no mundo já passaram por isso!

O problema pode ser orgânico, psicológico ou, na maioria dos casos, uma junção desses dois fatores. Não aceite quando alguém falar que isso é “coisa” da sua cabeça. Pare de se culpar! As disfunções sexuais ocorrem em todo e qualquer relacionamento e o quanto antes buscarem ajuda, melhor.

diagnostico_3-600x300

Se você já foi ao médico e os exames não deram em nada, não se preocupe. Se não se trata de doença e sua saúde está ótima, cuide melhor da sua relação íntima.

Há poucos anos, não havia queixa da ejaculação precoce, mesmo porque o prazer era dado apenas ao homem. Na atualidade, os homens se queixam de falta de desejo e a da excessiva cobrança por desempenho.

Hoje, muitos homens sofrem calados, mas lembre-se que os relacionamentos incluem mais de uma pessoa, por isso é fundamental que tenham uma conversa franca para que o problema possa ser resolvido da melhor maneira possível.”

Olhar de amor

 

Lelah Monteiro é psicanalista, fisioterapeuta uroginecológica e urológica, terapeuta de casais e sexóloga.

 

A ceia de Natal

1222-receita-de-natal-10-dicas-site-1024x769

Você, assim como eu, deve estar se programando para a Ceia de Natal. Por isso, mais uma vez recorri a minha querida amiga e consultora de imagem Lilian Riskalla para dar dicas de como receber e o que fazer para arrasar nas Festas de Fim de Ano. Vejam as dicas que ela nos dá. Espero que gostem!

“A ceia de natal envolve muitas tradições familiares. Algumas famílias têm suas próprias receitas “secretas” para a ceia de natal, outras comem apenas os pratos natalinos tradicionais, como peru ou chester.

Cada país tem em sua ceia de natal algumas peculiaridades, muitas pessoas seguem o menu europeu, mas esquecem que é inverno no Hemisfério Norte. A ceia de natal brasileira incorporou várias receitas locais, como a rabanada e o bolinho de bacalhau, que chegou ao país com a colonização portuguesa, além de pratos mais leves adequados ao nosso verão.

rabanada_link

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se quiser sair do tradicional, opte por contratar um buffet contemporâneo ou você mesmo pode preparar receitas diferentes e montar o próprio menu da sua ceia, não faltam sugestões interessantes super fáceis de encontrar na própria net.

Se for receber durante a passagem de ano novo, prepare receitas para que seu ano novo seja próspero.

Como prato principal, prepare uma deliciosa carne de porco, acredita-se que a capacidade do animal de gerar muitos filhotes atrai prosperidade para quem a saboreia. Você pode optar também pelo preparo de um prato com peixe, pois ele é considerado o portador da boa sorte e da purificação. Devido ao grande número de ovas que ele produz, seu consumo lembra também a ideia de fertilidade para o novo ano. O arroz com lentilhas é uma ótima opção de acompanhamento dos pratos principais, é simples e rápido de fazer e não se esqueça das romãs.

Como na Ceia do Natal, você tem a opção de fugir do menu tradicional e optar por um menu contemporâneo e inusitado.

ceia-de-natal_large

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Capriche na decoração da mesa, você pode inovar e criar ou montar inusitado, algo totalmente de acordo com seu estilo mesmo focando no tema,se o jantar for tradicional use uma linda toalha, num caso mais informal o jogo americano pode ser usado. As louças devem ser escolhidas para combinar com a toalha, ou com os guardanapos e flores, as brancas são mais fáceis, você pode acomodar os pratos em souplats.

decoracao-mesa-para-ano-novo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Capriche nas taça, copos e nos enfeites, use castiçais, se quiser, desde que não atrapalhem a visão.”

Boas Festas!

Beijos!

Festa da firma!

15253560_10202410257694792_3661477151635206934_n

Olá, meninas! Festas de final de ano e você foi convidada para a festa da firma. Ai, ai, ai…

Não dá pra perder a classe. Por isso, a nossa querida Gisele Gaspar  da Giz veio dar os seus pitacos. Confiram!

“Pequenos deslizes podem prejudicar a sua imagem. Muitas pessoas têm dúvidas do melhor look para eventos corporativos nas festas de final de ano.

15259769_10202410257814795_8527319985306936593_o 15181444_10202410258894822_8865961525046514521_n 15241961_10202410258374809_5953097199227179314_n

A dica é mudar sutilmente alguns itens do look de trabalho.

15241331_10202410258214805_602487067738764790_n 15179087_10202410258494812_2645355590967689369_n 15259293_10202410257374784_5452232813128440209_o

Trocar o sapato fechado pela sandália. O decote pode ser um pouco maior, a saia um pouco mais curta, a roupa um pouco mais justa, o make e o cabelo um pouco mais caprichado e a uma clutch ao invés da bolsa grande. Tudo muito sutil.

15178311_10202410259254831_5834610567693127753_n 15230697_10202410259614840_5652268600708923710_n

Que tal? Gostaram das ideias?

Beijos e até a próxima!”

Como anda sua autoestima?

 

tristedeprimida-e-sozinha

Recentemente uma leitora do blog me procurou para falar sobre a sua baixa autoestima. Ela estava numa pior. Havia acabado de se separar, filhos para cuidar, a instabilidade financeira lhe dava muita insegurança, problemas familiares e tantas outras coisas mexiam com o seu emocional.

Eu me lembro bem de algumas fases difíceis pelas quais já passei. Num desses meus momentos, cheguei à conclusão de que não conseguiria sozinha. E sim, esse foi o melhor remédio para que eu pudesse me levantar e sair do fundo do poço. Quem nunca?

Nem sempre as pessoas se dão conta de que uma ajuda profissional pode ser o melhor caminho para começar a se reerguer. Claro que é preciso querer, afinal, é impossível ajudar quem não quer ser ajudado.

Se isso acontece com frequência, eu diria que sim. A vida corrida, as responsabilidades, os medos e as incertezas podem nos abalar a qualquer momento. Vivemos num mundo competitivo, estressado, cheio de afazeres que nos afastam, queiram ou não, dos nossos momentos de lazer, do descanso, do convívio em família, da ida ao cinema, do sorvete com os filhos, da volta no parque, do descanso na rede, do mergulho no mar.

Conversei com a nossa amiga leitora porque é reconfortante saber que alguém já passou e sabe da sua dor. Todas nós sabemos que as mudanças devem vir de dentro pra fora, mas às vezes dar uma “maquiada” no seu exterior pode ajudar a melhorar a sua autoestima. Nada de ficar jogada na cama. Também não deixe de cuidar do seu visual. Ainda que tenha que ficar em casa, tome um banho gostoso, arrume o seu cabelo, passe um batom e coloque uma roupa que a deixe feliz.

Afinal, não podemos deixar a peteca cair. É preciso seguir em frente. Nas situações difíceis é preciso parar, respirar, dar tempo ao tempo para que tudo volte ao seu lugar. As orações, nesse momento, são libertadoras, principalmente para quem nunca perde a fé.

Um beijo e até a próxima!

Add to cart
AN